Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Saúde

Foto: Divulgação

A campanha de vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal, que teve início no dia 1º de agosto, deve ser encerrada no dia 30 de setembro. Até lá, os técnicos da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) deverão ter percorrido aproximadamente 358 retiros de indígenas e produtores rurais, e ter executado a vacinação de cerca de 100 mil bovinos, de todas as faixas etárias.  A comprovação da vacinação é feita de forma imediata.

Segundo o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, no local estão trabalhando seis equipes para finalizarem os trabalhos no tempo previsto. “É uma ação que demanda a participação de muitos profissionais para garantirem a sanidade do rebanho, uma vez que área é de difícil acesso”, ressaltou. No restante do Estado, que conta com 8,5 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos), as campanhas ocorrem nos meses de maio e novembro.

Na região, foi realizado agendamento prévio da vacinação e os proprietários de bovinos receberam orientações técnicas para o manejo do rebanho. “Fizemos todo esse trabalho para termos agilidade e contarmos com a colaboração do envolvidos, nossa expectativa é alcançar 100% dos animais presentes”,responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, acrescentando ainda que nesta terça-feira, 18, estará na Ilha para uma reunião com as equipes objetivando avaliar a campanha.

A Agência também tem contando com a participação do estado de Mato Grosso, nas fronteiras.

Ilha do Bananal

A Ilha do bananal tem cerca de 2 milhões de hectares e faz divisa com oito municípios tocantinenses: Formoso do Araguaia, Sandolândia, Lagoa da Confusão, Araguaçu, Cristalândia, Dueré, Caseara e Pium. Devido às suas características de relevo e terreno, no período chuvoso, se torna quase intransitável, pois a região fica alagada. Diante disso, a vacinação só ocorre na época da seca e uma vez por ano, para todos os bovinos, indiferente da faixa etária.

Na campanha realizada em 2017, a previsão era vacinar 90 mil animais, mas ao finalizarem foram registrados 114.795 animais que receberam a dose da vacina, um crescimento de 27,5% do rebanho.

Vacinação contra a brucelose

Na região da Ilha, a vacinação contra a brucelose também tem calendário diferenciado do restante do Estado, ou seja, inicia dia 1º de julho e segue até 31 de outubro. As bezerras entre 3 e 8 meses de idade devem ser vacinadas com a Cepa B19 ou a Cepa RB 51, ficando a critério do produtor, conforme as medidas da Portaria nº 279 de 31 de julho de 2014.