Economia

Um crescimento foi sentido pelos empresários do comércio da capital no mês de setembro, segundo demonstra a pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e Fecomércio Tocantins. Neste mês, o índice geral ficou em 113,6, um aumento de 1,9 pontos se comparado a agosto deste ano e de 8,1 pontos quando comparado ao mesmo mês de 2017.

E os dados positivos não param por aí. De acordo com a maioria dos 120 entrevistados, as condições atuais das suas empresas e do setor melhoram um pouco neste mês, 49,6% e 38,6%, respectivamente. Já sobre a economia brasileira, a resposta não foi tão promissora. 36,4% disseram que a economia pirou muito no período.

Para os próximos meses a expectativa continua boa. Ainda segundo os dados da pesquisa, cerca de 80% dos entrevistados acreditam que o setor do comércio irá melhorar (84,8%), 76,1% que a economia irá também prosperar e 89,5% acreditam na melhoria de sua empresa. Sobre a contratação, mais da metade (69,3%) afirmou que irá aumentar o quantitativo de colaboradores em sua empresa.

63,5% consideram seus estoques com nível adequado e 46,6% disseram que farão um pouco mais de investimentos no mês de setembro. Para a assessora econômica da Fecomércio, Fabiane Cappellesso, a estratégia pode ser um diferencial. “Mesmo sabendo que existe um descredito na economia local e do país de modo geral, os empresários devem investir nas suas empresas, principalmente buscando diferenciais competitivos paras elas, pois é isso que irá atrair novos clientes e até mesmo torná-las um líder de mercado”, ressaltou.