Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Estado

Foto: Leandro Pinheiro

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, deu início a mais uma capacitação do Programa Criança Feliz (PCF). Desta vez, 27 municípios participam do treinamento que é condição obrigatória para início das visitas domiciliares, tendo três destes aderido ao Programa em junho deste ano.

A coordenadora Estadual do PCF, Katlvânia Guedes, explicou que o treinamento é obrigatório,  tem carga horária de 40 horas e é direcionada a coordenadores, supervisores e visitadores dos últimos municípios a aderir ao Programa (Ananás, Divinópolis e Xambioá), mas também a técnicos que ainda não haviam se capacitado e entraram em equipes de municípios que já atuam. “Vamos abordar as diretrizes do programa, a metodologia da visita domiciliar, encaminhamentos teóricos e práticos”, afirmou.

Xambioá, a cerca de 500 km de Palmas, foi um dos municípios que aderiu ao PCF em junho deste ano e a coordenadora, Lizinete Silva, disse estar animada para a capacitação. “Vimos o trabalho que foi feito nas outras cidades que aderiram ao Programa e os resultados são ótimos, então não podemos esperar nada diferente disto. Eu sei que será bem interessante e queremos começar a trabalhar logo”, comentou.

Programa Criança Feliz

O Programa tem como foco o desenvolvimento integral das crianças brasileiras, sendo seu principal objetivo assegurar as condições para que elas desenvolvam seu pleno potencial. Para isso, há uma estratégia de visitação domiciliar que visa atender famílias com crianças até três anos de idade. No caso de crianças em situação de extrema pobreza ou necessidades especiais, o apoio se estende até os seis anos de idade.