Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O poker, mais que um simples jogo de cartas, é um esporte em crescimento, no Brasil e à nível internacional. Segundo o site Terra, o poker moderno teria nascido na França, no século XVII, existindo registros de jogos semelhantes nas antigas China e Pérsia (o moderno Irã). Da França, o jogo chegou aos Estados Unidos através da colônia francesa da Luisiana, vendida por Napoleão aos americanos em 1803 e onde ainda hoje tem uma minoria falando uma língua semelhante ao francês. De Nova Orleães, capital da Luisiana, o jogo se espalhou pelo Mississípi e pelo resto dos Estados Unidos.

São bem célebres os filmes “western” de Hollywood em que vemos “cowboys” jogando poker em “saloons”, muitas vezes com o jogo terminando da pior maneira possível, com muitos tiros de revólver, à boa moda do “Velho Oeste” americano.

O jogo ganhou grande popularidade internacional durante a primeira década do século XXI, com as emissões do World Series of Poker e o crescimento das plataformas online.

Um esporte

Quem não conhece bem o poker ainda pensa que isso é um jogo de azar ilegal e que quem se movimenta nesse meio está violando a lei. Esse tipo de pensamento é mais frequente para quem olha o ato de sentar à mesa com amigos ou desconhecidos e bater cartas como um ato ligado a uma ideia de pecado ou de vício. Principalmente para quem assistiu muitos daqueles “westerns” e imagina que cada jogador de poker tem uma arma em seu coldre, ou bolso.

Entretanto, nada podia estar mais longe da realidade. O poker utiliza diversos tipos de raciocínio: matemático, analítico e de observação. O jogador avalia sua mão, calcula o andamento do jogo e observa cuidadosamente as reações de seus adversários, para tomar uma decisão. Jogar na sorte não funciona; quem espera saber as regras básicas e apostar em jogadas de sorte para vencer um jogador experimentado, está condenado à derrota. Como um time de futebol amador que esperasse vencer um time profissional chutando a bola para a frente e rezando para ela entrar no gol.

E é por ser um esporte que, ao contrário dos jogos de azar (os verdadeiros), ele é permitido no Brasil. E não só é permitido, como deu origem a competições estaduais e nacionais, com os melhores jogadores brasileiros a participarem de torneios internacionais, também.

A alternativa online

Se não tiver um “poker club” em sua cidade, tem sempre uma alternativa: o poker online, existindo atualmente as mais diversas opções na internet. Em muitas dessas plataformas, é até possível jogar para tentar vencer prêmios em dinheiro real.

E no Tocantins?

Esse não é um esporte exclusivo de São Paulo e do Rio de Janeiro, pelo contrário. O Tocantinense de Poker acolhe os melhores jogadores estaduais, e quem sabe se nosso leitor não poderá vir a ser um deles em um futuro próximo. E os jogadores tocantinenses se enfrentam com os melhores; é o caso de Leonardo Alves Leite Brito, que terminou no 6º lugar do chip count no dia 1A do BSOP São Paulo, que aconteceu no último mês de março.