Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

Foto: Elias Oliveira Josué Apinajé (de verde) ao lado dos colegas da Escola Estadual Indígena Tektor Josué Apinajé (de verde) ao lado dos colegas da Escola Estadual Indígena Tektor

As competições da etapa final dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) começaram nesta sexta-feira, 23, em Palmas, com a participação de mais de 1.200 alunos de escolas públicas e particulares, de 90 municípios tocantinenses. Os atletas, com idades entre 12 e 17 anos, buscam o título estadual nas modalidades individuais.

Estão sendo disputadas as modalidades de vôlei de praia, badminton, judô, xadrez, tênis de mesa, ciclismo, ginástica rítmica, natação e atletismo. As provas acontecem até sábado, 24, quando serão conhecidos os representantes do Estado para o nacional: os Jogos Escolares da Juventude, que acontecem em novembro em Blumenau (SC).

O aluno da Escola Estadual Indígena Tektor, de Tocantinópolis, Josué Fernandes Apinajé, de 17 anos, está se despedindo das competições dos Jets. Nos dois anos anteriores, ele foi medalhista e tenta o terceiro título no arremesso de peso. "Tinha vontade de participar desde os 10 anos. Comecei no futsal, aí o professor percebeu que eu tinha força nos braços e me chamou para o atletismo. Acho muito bom o esporte. Faz bem para o corpo e para a mente", frisou.

O estreante Marcos Emanuel Lima Pereira, do Colégio Estadual Leônidas Gonçalves, de Araguatins, foi um dos primeiros a garantir a medalha de ouro no arremesso de peso. Segundo ele, o título de campeão estadual é o resultado de uma rotina de treinamento intenso. “Valeu a pena ter treinado pesado praticamente todos os dias. É muito boa a sensação da vitória”, revelou.

-Marcos Emanuel garantiu o ouro no atletismo -( Foto de Elias Oliveira)

Na natação, Ana Beatriz Nunes de Oliveira foi a primeira colocada da categoria de 12 a 14 anos e já está classificada para os Jogos Escolares da Juventude. A aluna da Escola Municipal Henrique talone tem 12 anos e pratica o esporte desde os 8 anos. Em 2018, ela foi campeã brasileira de Triatlo e Aquatlo na categoria de 10 e 11 anos.

- Ana Beatriz já está classificada para os Jogos Escolares da Juventude -(Foto de Elias Oliveira)

Empolgada com o novo título, ela planeja os próximos passos para trazer mais uma medalha para o Tocantins.  “Estou muito feliz de estrear já com o ouro. Agora é intensificar os treinos, melhorar meu tempo e me preparar psicologicamente para representar bem o Estado no nacional”, relatou.

Paralimpíadas Escolares

Os paratletas Sâmyla Vitória Silva e Dihaconis Oliveira, ambos de Palmas, também vão representar o Tocantins em competição nacional. Os dois estão com vaga garantida nas Paralimpíadas Escolares, que acontecem em novembro, em São Paulo.

Sâmyla tem 16 anos, é aluna Escola de Tempo Integral ETI Almirante Tamandaré. Veterana nas Paralimpíadas, ela almeja chegar ao topo do pódio. “Ano passado fiquei com três pratas. Neste ano, vou dar o meu melhor para trazer o ouro para o Tocantins”, disse, determinada.

Dihaconis é aluno do Centro de Ensino Médio de Taquaralto e vai participar pela primeira vez das Paralimpíadas Escolares. “Acho que vai ser uma experiência muito boa. Vou treinar bastante para fazer um bom tempo e quem sabe ser campeão lá também”, contou.

- Sâmyla e Dihaconis vão representar o Tocantins nas Paralimpías Escolares - (Foto de Elias Oliveira)