Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

 Cristian Baumgart e Beco Andreotti voltam a vencer nos carros (Marcelo Machado/Fotop)

Os tricampeões em exercício da categoria carros, Cristian Baumgart e Beco Andreotti, reagiram com uma vitória hoje, que contou com 570 km de percurso entre São Miguel do Araguaia/GO e Porto Nacional/TO. Eles completaram a especial cronometrada de 275 km em 2h48min23s, consolidando a liderança na classificação geral com uma vantagem de 6min56s sobre Guiga Spinelli e Yousseff Haddad, terceiros no final do dia. Lucas Moraes segue no bolo dos favoritos. Foi segundo na especial e se mantém em terceiro na geral. Mais uma vez os carros alcançaram os UTVs. A negociação das ultrapassagens acabou sendo vital para os ponteiros.

“Espetacular, não tem outra palavra para descrever o trecho de hoje. Parecia uma etapa do WRC (o mundial de rali de velocidade). Rápida, sinuosa, com saltos, paisagens belíssimas e absurdamente divertida de pilotar. O tempo todo colocando o carro de lado. Estamos muito bem, mas agora que vamos começar a decidir o rali, ainda tem muita coisa pela frente", disse Cristian Baumgart

 Gabriel Varela / Eduardo Shiga vencem a primeira nos UTVs (Victor Eleuterio/Fotop)

Nos UTVs, Gabriel Varela e Eduardo Shiga venceram a primeira especial dessa edição do Sertões, com o tempo em 3h03min03 e subiram para terceiro na geral. Seu irmão Bruno Varela e o navegador Gustavo Bortolanza, mesmo com o segundo lugar na especial, ampliaram a liderança na classificação geral para 14min57seg de vantagem sobre Denisio Nascimento / Idali Bosse.

“Estava faltando a minha vitória, afinal todos da minha família já venceram. Hoje tudo correu bem, tivemos uma navegação excelente e conseguimos fazer uma prova bem rápido e tirar o atraso. O fato é que não dá para poupar, pois a prova está muito disputada. Viemos de etapas longas, chegamos à exaustão, mas estamos aí. Hoje tiramos mais de 6 min do segundo e pouco mais de um minuto do líder”, disse Gabriel Varela.

 Tunico Maciel segue soberano nas motos (Gustavo Epifanio/Fotop)

Só nas motos é que o cenário não parece pronto para ser mudado. Tunico Maciel venceu de novo, desta vez com o tempo de 2h54min54s. Com uma tocada soberana, o campeão do ano passado abriu 20 minutos de vantagem sobre Jean Azevedo, sete vezes campeão e eterno favorito nas motos. Jean ocupa a terceira posição na geral, atrás de outro piloto da Honda, Gregório Caselani.

“A quarta etapa do Sertões foi uma das melhores da minha vida, muito prazerosa de andar. O piso era excepcional, com um misto de cascalho e piçarra, foi um dia muito bom mesmo. Estou muito confiante. A minha Honda CRF 450RX está perfeita. O modelo é o mesmo com o qual fui campeão do Sertões em 2018 e estou liderando o Campeonato Brasileiro esse ano, por isso não tenho com o que me preocupar. Quero andar forte nessa primeira parte da Maratona e continuar bastante concentrado”, disse Tunico Maciel.

Nos quadriciclos, outra vitória de Marcelo Medeiros, que lidera na modalidade com três vitórias e um segundo lugar.

“A gratificação é grande por receber novamente o boné da etapa e espero manter o colar do líder até Aquiraz. Nesta quarta etapa  tivemos uma especial mais curta que os três primeiros dias, bem travada, porém bem prazeroso de andar, com médias um pouco mais baixas que nas etapas anteriores. Agora é descansar e revisar o equipamento, pois temos pela frente a maratona que é tão esperada por todos os pilotos”, disse Marcelo Medeiros.

 Marcelo Medeiros segue imbatível nos Quadris (Gustavo Epifanio/Fotop)

Jalapão

Hoje o Sertões chega no Jalapão, o território símbolo da prova. Lá estão as paisagens mais lindas que a dimensão turismo sempre explora. Estão também as pessoas mais carentes que o projeto social do Sertões atende e também os maiores desafios para pilotos, navegadores e equipes. A etapa de amanhã é conhecida no jargão do esporte como “etapa Maratona”. Isso quer dizer que os veículos não poderão contar com apoio mecânica das equipes. Só os pilotos e os navegadores podem mexer nas máquinas e só podem fazer isso com peças que tenham sido trazidas por eles. A prova entra na sua fase crítica. Além de enfrentar o Jalapão com seu terreno arenoso pilotos e navegadores precisam cuidar ao máximo do seu equipamento.

Pautas

Jean Azevedo e Gregório Caselani, ambos da Honda, completaram a especial desta última quarta-feira empatados no tempo. Ambos percorreram os 275 km da Especial em 2h57m09. Na terceira especial, Lucas Moraes, o vencedor, e Guiga Spinelli completaram 430 km separados por uma diferença de 5s. Já está claro que o Sertões 2019 é o mais equilibrado da história

Pelo segundo dia consecutivo, carros e os UTV se misturaram no meio da especial. Acontece que o sistema Sentinela, que dá o alarme de ultrapassagem, só funciona quando o veículo mais rápido está a 400m de distância do mais lento. Mas com tanta poeira, é um risco muito grande para o carro que vem atrás encostar no da frente. Grande parte do sucesso numa especial onde os carros e UTVs se misturam está na sorte com as ultrapassagens.

Resultados

A melhor fonte de resultados do Sertões é o APP da prova. No aplicativo, a mídia encontra também a posição de cada veículo, em tempo real numa conexão com o GPS de cada veículo. O APP Sertões está disponível para Android e IOS com download gratuito.

O Sertões

Na sua 27ª Edição, o Sertões traz muitas novidades. Projeta o futuro em três dimensões: Esporte, Social e Turismo. O lado competitivo da prova evolui com novos desafios de navegação, velocidade e tecnologia. O lado social, também conhecido pelo trabalho do S.A.S. (Saúde e Alegria nos Sertões), praticamente dobra a sua capacidade de atendimento das populações sertanejas por onde o Sertões passa. Cidades remotas com população carente. Finalmente: a dimensão, turística. O Sertões mostra lugares que pouca gente conhece e, agora, tem uma estrutura capaz de levar turistas para acompanhar a prova e todas as atrações do entorno. Mais ainda, as “expedições Sertões” são agora uma opção de viagens aberta o ano inteiro.

Confira o resultado da quarta etapa (Extra oficial):

Motos

1) #1 Tunico Maciel, Production Aberta, Honda CRF 450RX, 2h54m54s

2) #5 Gregório Caselani, Super Production, Honda CRF 450RX, 2h57m09s

3) #3 Jean Azevedo, Super Production, Honda CRF 450RX, 2h57m09s

Quadriciclos

1) #102 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM 700R, Taguatur Racing, 3h19m33s

2) #101 Wescley Dutra, Yamaha Raptor, 3h25m42s

3) #107 Milton Martens, Yamaha Protótipo, 3h29m07s

UTVs

1) #203 Gabriel Varela/ Eduardo Shiga, Pro Elite, Can-Am X3, 03h03m03s

2) #225 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Pro Elite, Can-Am X3, 03s04m35s

3) #208 Edu Piano/Solon Mendes, Over, Can-Am X3, 03s06m13s

Carros

1) #301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 2h48m23s

2) #323 Lucas Moraes/Kaique Bentivoglio, T1 Codasur, Ford Ranger X Rally, 2h49m31s

3) #302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, T1-Codasur, L200 Triton Sport Racing, 2h50m09s

Resultado acumulado após a quarta etapa (Extra Oficial):

Motos

1) #1 Tunico Maciel, Production Aberta, Honda CRF 450RX, 17h57m54s

2) #5 Gregório Caselani, Super Production, Honda CRF 450RX, 18h05m34s

3) #3 Jean Azevedo, Super Production, Honda CRF 450RX, 18h17m58s

Quadriciclos

1) #102 - Marcelo Medeiros, Taguatur Racing Team, 20h45m08s

2) #101 - Wescley Dutra, Girão Racing, 22h05m44s

3) #107 - Milton Martens, Martens Rally Team, 22h18m08s

UTVs

1) #225 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Pro Elite, Can-Am X3, 16h40m30s

2) #202 Denisio do Nascimento/Idali Bosse, Pro Elite, Can-Am X3, 16h48m58s

3) #203 Gabriel Varela/Eduardo Shiga, Pro Elite, Can-Am X3, 16h55m28s

Carros

1) #301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 14h43m44s

2) #302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad,  T1-Codasur, L200 Triton Sport Racing, 14h50m40s

3) #303 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 15h04m02s

Etapa Jalapão

5ª etapa – 29/08 – Maratona

Porto Nacional (TO) - São Félix do Tocantins (TO)

Trecho Cronometrado – 300 km

Total: 435 km

6ª etapa – 30/08

São Félix do Tocantins (TO) - Bom Jesus (PI)

Trecho Cronometrado – 540 km

Total: 542 km

7ª etapa – 31/08

Bom Jesus (PI) Crateús (CE)

Trecho Cronometrado – 320 km

Total: 941 km

8ª etapa – 01/09

Crateús (CE) - Aquiraz (CE)

Trecho Cronometrado – 30 km

Total: 405 km

Total da Prova: 4.887,59 km

Total Cronometrado (Especiais): 2.858,46 km