Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A seleção brasileira feminina de vôlei está na semifinal dos Jogos de Tóquio. Na manhã desta quarta-feira (04/08), o Brasil venceu, de virada, o Comitê Olímpico Russo por 3 sets a 1 (23/25, 25/21, 25/19 e 25/22), na Ariake Arena, no Japão. O time do treinador José Roberto Guimarães está invicto na competição com seis vitórias em seis jogos.

O Brasil disputará a semifinal dos Jogos de Tóquio às 9h (Horário de Brasília) desta sexta-feira (06/08) contra a Coréia do Sul. A outra semifinal reunirá a Sérvia e os Estados Unidos.

Na partida desta quarta-feira, a ponteira Gabi teve grande atuação nos momentos decisivos e foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 18 acertos. A central Carol Gattaz e a oposta Rosamaria, que entrou em quadra no segundo set, também se destacaram com 16 pontos cada uma. Pelo lado da Rússia, a ponteira Fedorovtseva foi a maior pontuadora, com 20 pontos.

Ao final do duelo, a levantadora Macris, que se recupera de uma lesão no tornozelo direito e entrou na partida a partir do segundo set, falou sobre a atuação das brasileiras na competição.

“Essa vitória é o resultado do trabalho de um grupo. Quando uma saiu, a outra entrou e fez o seu melhor em quadra. Isso fez a diferença. Nós temos que seguir jogando como um grupo com essa energia. Só tenho a agradecer ao grupo, as boas energias de todos, ao meu fisio, o Fernandinho, por todo o trabalho incrível que ele fez em tão pouco tempo”, disse Macris.

A oposta Rosamaria, que também teve uma atuação segura e decisiva no confronto, analisou a vitória sobre o Comitê Olímpico Russo.

“Treinamos muito para esse jogo e sabíamos que a Rússia tem um potencial de ataque muito forte. Entrei no jogo muito concentrada para tentar ajudar da melhor forma possível. A dimensão de estar em um Jogos Olímpicos e participando de um clássico mundial é difícil de descrever. Tenho que agradecer a todo o nosso time e tenho muito orgulho de cada uma na nossa equipe”, afirmou Rosamaria.

O treinador José Roberto Guimarães chamou a atenção para a reação das brasileiras no confronto contra a Rússia.

“A Rússia melhorou da VNL para os Jogos Olímpicos e fez um jogo excepcional contra os Estados Unidos. Felizmente conseguimos boquear mais do que elas. A Rosa conseguiu fechar o bloqueio na Voronkova. Estávamos variando o saque e isso também ajudou. O importante foi perder o primeiro set e reagir na partida”, explicou José Roberto Guimarães.

 Na última edição dos Jogos, no Rio, em 2016, a seleção feminina ficou em quinto lugar. O Brasil tem dois ouros e dois bronzes no feminino nos Jogos Olímpicos.

Tabela Jogos de Tóquio:

Seleção feminina  

25/07 (domingo) – Brasil 3 x 0 Coréia do Sul (25/10, 25/22 e 25/19)

28/07 (terça-feira) – Brasil 3 x 2 República Dominicana (22/25, 25/17, 25/13, 23/25 e 15/12)

29/07 (quinta-feira) – Brasil 3 x 0 Japão (25/16, 25/18 e 26/24)

31/07 (sábado) – Brasil 3 x 1 Sérvia (25/20, 25/16, 23/25 e 25/19) 

02/08 (segunda-feira) – Brasil 3 x 0 Quênia (25/10, 25/16 e 25/8)  

Quartas de final

04/08 (quarta-feira) – Brasil 3 x 1 Comitê Olímpico Russo (23/25, 25/21, 25/19 e 25/22)

Semifinal

06/08 (sexta-feira) – Brasil x Coréia do Sul às 9h (Horário de Brasília)