Cotidiano

As agências dos Correios no Nordeste também passam a arrecadar donativos às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul a partir desta quarta-feira, 8. Com a ampliação, toda a rede de atendimento da estatal nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul (No RS, apenas algumas cidades) e no Distrito Federal está disponível para o recebimento de itens como água (prioritário), alimentos da cesta básica, material de higiene pessoal, material de limpeza seco, roupas de cama e de banho e ração para pet. Os Correios também são responsáveis pelo transporte desses donativos aos moradores do estado gaúcho. Tanto o recebimento quanto o transporte e a entrega das doações ocorrem de maneira gratuita.

A estatal está selecionando ainda voluntários para trabalharem na triagem dos donativos. O apoio será necessário nas cidades de Brasília (SOF Sul) e nos municípios de Cajamar e Guarulhos, na Grande São Paulo. As inscrições podem ser feitas pelos e-mails sgreo-bsb@correios.com.br (Brasília) e spm-voluntarios-rs@correios.com.br (Grande São Paulo) e devem conter nome completo e telefone de contato.

Somente nessa segunda-feira (6), primeiro dia de doações, mais de 200 toneladas de itens foram arrecadadas pelos Correios. A primeira remessa de doações, com cerca de 30 toneladas, foi acompanhada pelo presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos, com a parceria da Força Aérea Brasileira (FAB). O avião da FAB chegou hoje (7) ao estado gaúcho, partindo da Base Aérea de Guarulhos (SP) até a Base Aérea de Canoas (RS), de onde caminhões dos Correios levaram os donativos à sede da Defesa Civil, em Porto Alegre.

O presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos, também participou, em São Paulo, da organização das primeiras levas de doações que seguiram para o Rio Grande do Sul. “Formamos uma grande rede de solidariedade com a nossa estrutura - do governo federal, dos Correios -, que o Presidente Lula pediu que ficasse à disposição da população gaúcha. Contem com os Correios para ajudar o povo neste momento de sofrimento”, destacou o dirigente.

Além da remessa aérea, nesta terça-feira (7) seguiram para o estado gaúcho mais dez carretas dos Correios, partindo de Curitiba, Florianópolis, da Grande São Paulo e do interior paulista, levando 120 toneladas de itens.

No Rio Grande do Sul, as doações podem ser entregues nas agências centrais dos municípios São Borja, Santo Angelo, Santa Rosa, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, Sapiranga, Parobe, Taquara, Montenegro, Pelotas, Rio Grande, Camaqua, Bagé, Jaguarão, São Lourenço do Sul, Anta Gorda, Arvorezinha, Butia, Cachoeira do Sul, Charqueadas, Estrela, Foutoura Xavier, Guaporé, Ilopolis, Mato Leitão, Nova Brescia, Pântano Grande, Rio Pardo, Salto do Jacuí, Santa Cruz do Sul, Sobradinho, Teotoania, Taquari, Venancio Aires e Vera Cruz.

Em Porto Alegre, a arrecadação ocorre nos Centros de Distribuição Domiciliária Vila Jardim, (Avenida Saturnino de Brito, 46, Vila Jardim), Antônio de Carvalho (Avenida Bento Gonçalves, 6613) e, a partir de terça-feira (7), nos CDDs Restinga (Estrada Barro Vermelho, 59) e Cavalhada, (Camaquã, 408). Todos funcionam das 8h às 17h e recebem itens como: colchões, cobertores, lençóis de solteiro, água, produtos de higiene, copos plásticos, fraldas infantis e geriátricas e rações para cães e gatos.

Correios Celular

Devido ao estado de calamidade pública causado pelas chuvas no Rio Grande do Sul, os clientes Correios Celular que moram no estado terão seus créditos estendidos por tempo indeterminado. A medida, que tem a anuência do Ministério das Comunicações, busca amparar 30 mil vítimas, clientes dos planos pré-pago e controle, para que priorizem o bem-estar e a saúde. Apenas após o fim do estado de calamidade, a cobrança dos créditos será retomada.