Economia

Foto: Divulgação/Três Comunicação e Marketing

Foto: Divulgação/Três Comunicação e Marketing

Após dois meses de alta, o principal indicador de inadimplência do Brasil volta a registrar nova queda. Segundo o Mapa da Inadimplência e Negociação de Dívidas da Serasa, o mês de maio apresenta 72,5 milhões de brasileiros inadimplentes, uma redução de 1,20% em relação a abril. A queda em maio representa menos 884 mil nomes no cadastro de negativação.

O volume total de dívidas dos brasileiros também caiu. Comparado aos indicadores de abril, o mês de maio registrou uma queda de 1,3 milhão de débitos. Ao todo, são 273 milhões de dívidas, que somadas alcançam a cifra de R$ 394 bilhões

“Essa é a segunda queda de 2024, que já havia registrado uma leve desaceleração em fevereiro”, explica Aline Maciel, gerente da plataforma Serasa Limpa Nome, a maior do País. “Entre os fatores para esse impacto, podemos considerar a injeção de dinheiro no mercado com o início do calendário de restituição do imposto de renda. O pagamento, segundo pesquisa da Serasa, seria usado prioritariamente para quitar dívidas, em linha com esse momento de baixa. A nova diminuição, portanto, é bastante significativa e pode representar boas perspectivas para o cenário econômico”, projeta Aline.

Serviços registra a maior alta

O segmento de bancos e os cartões de crédito segue como principal motivador do endividamento, mas ambos também perderam força e contabilizaram quedas percentuais no ranking de motivos. Atualmente, o segmento tem 29,07% na divisão do bolo, uma queda de 1,87 ponto percentual em relação ao mês anterior.

As contas básicas de água, luz e gás natural têm 22,13% entre as causas das dívidas. O segmento de serviços, por sua vez, foi o que mais cresceu em maio, e hoje representa 11,86% das causas de dívidas – uma alta de 3,42 pontos percentuais em relação ao indicador do mês anterior. Também conhecido como setor terciário, o setor de serviços agrega atividades de prestação de todos e quaisquer tipos de serviços variados, incluindo atendimento ao consumidor, transporte, limpeza, administração, entre outros. 

Tocantins

O Tocantins registrou em maio 545.114 mil pessoas inadimplentes. Em abril, o número era de 240.687 mil, o que representa um leve crescimento. O valor médio da dívida por inadimplente no Tocantins é de R$ 4.560,74. O setor de bancos e cartões aparece com maior percentual de dívidas no estado, 22.65%. Na sequência aparece o varejo 21,88%, utilities (contas de água, luz e gás) com 18,78% e serviço 13,56%.

Para quem deseja negociar as dívidas, a plataforma Serasa Limpa Nome reúne mais de 700 empresas parceiras entre os diversos segmentos. Com 550 milhões de ofertas disponíveis, consumidores de todo o país podem fechar o acordo sem sair de casa e ter o nome limpo instantaneamente, ao realizar o pagamento via Pix.