Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Meio Ambiente

Foto: Fernando Alves Bacia Hidrográfica do Entorno do Lago representa aproximadamente 6,8% da área do Tocantins Bacia Hidrográfica do Entorno do Lago representa aproximadamente 6,8% da área do Tocantins

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (FAPTO) realizam, no próximo dia 27 de outubro, Consulta Pública para Apresentação do Plano de Ações do Plano da Bacia Hidrográfica do Entorno do Lago da UHE Luis Eduardo Magalhães. O evento acontece a partir das 14 horas, no Auditório do Palácio Araguaia, em Palmas, e é aberto à comunidade. O Plano, um projeto do Governo do Tocantins, é realizado por meio de convênio firmado entre a Semarh e a FAPTO.

A Consulta Pública é a conclusão de uma série de etapas que envolveram o processo de elaboração do Plano, desde o diagnóstico, passando pelo prognóstico e a definição de diretrizes e alternativas até o produto final. A apresentação será realizada pelo professor doutor em Recursos Hídricos Felipe de Azevedo Marques, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), coordenador geral do projeto. O recurso, no valor de R$ 1.260.000,00, é oriundo do Fundo Estadual de Recursos Hídricos, gerido pela Semarh.

“O Plano é um dos instrumentos da Política Estadual de Recursos Hídricos que visa compatibilizar a demanda com a oferta de recursos hídricos na bacia hidrográfica para fazer uma melhor gestão destes recursos, assegurando água em quantidade e qualidade para seus diversos usos, como irrigação, abastecimento doméstico, pesca e aqüicultura, turismo e lazer, geração de energia, entre outros”, ressalta o diretor de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos da Semarh, Aldo Azevedo.

Bacia

A Bacia Hidrográfica do Entorno do Lago da UHE Luis Eduardo Magalhães representa aproximadamente 6,8% da área do Estado do Tocantins e concentra entorno de 24,4% de sua população. Isso demonstra a relevância estratégica da região, onde estão localizadas duas das quatro maiores cidades do Tocantins, Porto Nacional e Palmas. Por isso a importância do Plano para a segurança hídrica da população e o uso sustentável dos recursos hídricos.