Polí­cia

Foto: SSP/TO O grupo era reincidente na prática de crimes contra o patrimônio na localidade O grupo era reincidente na prática de crimes contra o patrimônio na localidade

A Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC) de Palmas e 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins, em ação conjunta efetuaram a prisão de um grupo de assaltantes da cidade de Paraíso. A prisão ocorreu nessa última terça-feira, 13, após os indivíduos roubarem a uma joalheria local na segunda-feira, 12.

Três homens, duas mulheres e 1 adolescente foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo, receptação e associação criminosa. Jéssica L. A. C., Lúcia G. R. B., a "Gabi" e Carlos D. M. S., o "Infrator", são suspeitos da prática dos crimes de receptação e associação criminosa, previstos, respectivamente, nos artigos 180 e 288 do Código Penal Brasileiro. Daniel F. de S., vulgo “Taurus”, foi autuado por roubo e associação criminosa (arts. 157 e 288 do CPB), enquanto João V. C. da S., além de roubo e associação criminosa, é suspeito da prática de receptação criminosa. 

Diligências ininterruptas desde a notícia do roubo levaram os policiais até os suspeitos e possibilitaram a recuperação de parte dos objetos roubados, entre jóias, relógios e uma motocicleta, marca Honda, modelo Bros, furtada no dia anterior ao assalto à joalheria.

Durante a abordagem, dois dos suspeitos desobedeceram à ordem de parada e evadiram-se do local, sendo, contudo, capturados em área de mata na cidade de Paraíso.

Segundo o delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso, José Lucas Melo da Silva, o grupo era reincidente na prática de crimes contra o patrimônio na localidade, e suas ações delituosas já estavam sendo monitoradas, o que possibilitou a captura dos suspeitos. 

"O mais importante da ação foi a união de esforços entre esta especializada e as delegacias de área. Então, a partir do momento em que tivemos a informação do crime, foi integralizada a informação junto àquela delegacia circunscricional de Paraíso, visando à elucidação do crime com agilidade e eficiência. A DEIC, muito embora seja uma delegacia especializada na investigação de crimes mais complexos, sempre apoia outras delegacias, divulgando informações de interesse de cada unidade policial, para implementar o combate à criminalidade", ressaltou o delegado Wanderson Chaves de Queiroz, titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais em Palmas. 

Enquanto o adolescente, de iniciais E. O. M foi encaminhado à Delegacia Especializada no atendimento à Criança e ao Adolescente de Paraíso, os três homens e as duas mulheres foram autuados em flagrante na Central de Atendimento da Polícia Civil de Paraíso, sendo, após, recolhidos a estabelecimento prisional local, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.