Cultura

Foto: Divulgação

O Dia Nacional do Choro, celebrado oficialmente nesta segunda-feira, 23 de abril, será comemorado em Palmas com uma roda de choro, no bar OrtBier. O evento é organizado por um grupo de músicos tocantinense com o propósito de homenagear os mestres do chorinho em um ambiente informal e descontraído.

O conjunto será composto por: Paulinho Braga (bandolim/guitarra), Nilson Adriano (flauta), Hugo (bandolim), Ivan Coelho (violão 7 cordas/cavaquinho), Junior 7 Cordas, Neuzin Neto (cavaquinho), Douglas (percussão), Vitor (percussão), além de outras participações.

O roteiro da roda de choro “Palmas para o Choro” inclui os grandes clássicos de compositores como Waldir Azevedo, Jacob do Bandolim e Pixinguinha, o grande homenageado da data. Pixinguinha é considerado o músico que consolidou o chorinho como ritmo musical e o Dia Nacional do Choro é comemorado na data do seu nascimento.

O choro

O choro, conhecido também como chorinho, é um gênero de música popular e instrumental que surgiu no Rio de Janeiro em meados do século XIX. Pode ser considerada a primeira música urbana tipicamente brasileira. Ao longo dos anos, transformou-se em um dos gêneros mais prestigiados da música popular nacional, reconhecido em excelência e requinte. Tem como origens estilísticas o lundu, ritmo de inspiração africana, com influência também de gêneros europeus.