Polí­cia

Foto: Divulgação As denúncias foram realizadas pela Promotoria de Justiça de Arraias As denúncias foram realizadas pela Promotoria de Justiça de Arraias

Três acusados de homicídio qualificado e um de latrocínio foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPE) em Arraias. Todos os casos têm relação com o tráfico de drogas e tiveram grande repercussão na cidade no último ano.

Tiago T. da S. é acusado do homicídio de José Divino da Silva Menezes, morto no dia 24 de maio de 2017, com três tiros, em Arraias. Segundo o promotor de justiça João Neumann Marinho, a finalidade do crime foi obter vantagens na disputa e concorrência no comércio ilícito de drogas no município. Tiago e a vítima estariam envolvidos com o tráfico de drogas, mas em organizações diferentes. O crime teria acontecido sob o pretexto de “eliminar o concorrente” e aumentar ganhos e lucratividade nas atividades criminosas.

O envolvimento com o tráfico de drogas também motivou o assassinato de Fábio Júnior Serafim Batista, conhecido como “Bilu”. Segundo apurado pela Promotoria de Justiça de Arraias, Davi R. I. matou a vítima com três tiros a mando de um traficante de drogas da região, que foi denunciado pelo MPE e está sendo procurado pela polícia.

A morte foi encomendada para quitar uma dívida da vítima com o traficante. Como recompensa, o acusado Davi R. teve perdoada a dívida que possuía com o tráfico.

O último denunciado, David W. G. dos S. é acusado de matar um idoso, a golpes de enxada e de faca, com o intuito de roubar o dinheiro da aposentaria. Conforme apurado, o denunciado planejou a execução do crime de roubo com o objetivo de usar o dinheiro para comprar drogas.

Três dos quatro acusados encontram-se atualmente presos preventivamente na Cadeia Pública da Comarca de Arraias pela prática dos crimes.