Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-deputado federal e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Júnior Coimbra, faleceu no início da noite desta quinta-feira, 26, em um acidente de trânsito no povoado de Dorilândia, próximo ao município de Sandolândia, no sul do Estado.

Coimbra fazia parte da caravana do ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB) que é candidato ao Governo do Estado na eleição suplementar e que começou nesta quinta-feira a percorrer o Estado.

Coimbra viajava em uma Pajero juntamente com o ex-secretário da Prefeitura de Palmas, Adir Gentil, o coronel Ribamar, que também fez parte do primeiro escalão da gestão Amastha e o vereador Tiago Andrino (PSB) que ficaram feridos no acidente e foram levados para o Hospital de Formoso do Araguaia.

Segundo informação da assessoria de imprensa do PSB, Tiago Andrino fez alguns exames e foi, por precaução, levado para a cidade de Gurupi, por conta de uma dor na altura da costela. Adir Gentil foi atendido e liberado. Já o coronel Ribamar segue no hospital em Formoso.

Coimbra era natural de Filadélfia/TO e tinha 53 anos. Casado com a vereadora de Palmas, Laudecy Coimbra (SD) era pai de Larissa, Natália, Sandra e de Lucas. Ele deixa ainda um neto, Luis Alberto.

Sindjor Lamenta

Por meio de nota o Sindicato do Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins (Sindjor) lamentou a perda do político e jornalista. Segundo a nota do Sindjor, Coimbra, que era jornalista concursado do Estado do Tocantins, deixou a profissão para abraçar uma outra paixão, a política, que nos últimos anos o levou a diferentes cargos e postos, "mas não esquecia dos colegas de labuta e sempre tinha um apertar de mão, um sorriso e batidinha nas costas com o cumprimento. Nossas condolências à esposa, vereadora Laudecy Coimbra e a todos os familiares, amigos e admiradores", afirma a nota.

Perfil

Júnior Coimbra era formado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão e atuou no segmento de turismo compondo os quadros da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet). Ele foi prefeito de Itaporã, vereador de Palmas, deputado estadual (2003 e 2010), tendo sido eleito também para a presidência da Assembleia Legislativa. Posteriormente se elegeu deputado federal em 2010 para o mandato 2011-2014.

Na Câmara dos Deputados, Junior Coimbra assumiu a vice-presidência da CPI do Trabalho Escravo. Ele também foi secretário na gestão Amastha, na capital. (Atualizada às 21h)