Araguaína

Foto: Divulgação No dia 1º de maio, terça-feira, às 7 horas, será realizada a 28ª Corrida de Rua do Trabalhador No dia 1º de maio, terça-feira, às 7 horas, será realizada a 28ª Corrida de Rua do Trabalhador

Foi publicado no Diário Oficial do Município dessa última quinta-feira, 26, o Decreto nº 081/2018, que institui ponto facultativo para os órgãos públicos municipais, na próxima segunda-feira, 30. A data antecede o feriado do Dia do Trabalho, 1º de maio.

No decreto, assinado pelo prefeito em exercício Fraudneis Fiomare Rosa, fica determinado que o ponto facultativo não se aplica às unidades e serviços considerados essenciais, que não podem ser paralisados ou interrompidos, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24h), Hospital Municipal de Araguaína (HMA) Eduardo Medrado e Serviço Móvel de Urgência e Emergência (SAMU/192).

28ª Corrida do Trabalhador

No dia 1º de maio, terça-feira, às 7 horas, será realizada a 28ª Corrida de Rua do Trabalhador de Araguaína. Neste ano, a competição terá premiação total de R$ 18.800, sendo R$ 17.200 na prova principal e R$ 1.600 na prova infantil.

As inscrições continuam abertas até às 17 horas do dia 29, no site da Prefeitura de Araguaína (www.araguaina.to.gov.br). No momento da inscrição o atleta receberá o comprovante, mapa do trajeto, regulamento e deve preencher a declaração de responsabilidade e uso de imagem.

Para os atletas mirins, a inscrição só será validada mediante a autorização dos pais ou responsáveis, com apresentação de documento que comprove ser seu responsável legal.

O congresso técnico referente à prova, em todas as categorias, será realizado a partir das 16 horas do dia 30, na Via Lago. Ao final do congresso serão entregues os kits prova aos participantes, mediante apresentação do comprovante de inscrição e documento de identificação. O atleta que não receber o seu kit estará excluído das premiações.

Dia do Trabalho

Desde o fim do século XIX, nos Estados Unidos, no Brasil e em vários outros países ocidentais, o dia 1º de maio é tido como o Dia do Trabalho ou o Dia do Trabalhador. A data foi escolhida em razão de uma onda de manifestações e conflitos violentos que se desencadeou a partir de uma greve geral. Essa greve paralisou os parques industriais da cidade de Chicago (EUA), no dia 1º de maio de 1886.

No caso específico do Brasil, a menção ao dia 1º de maio começou já na década de 1890, quando a República já estava instituída e começava um processo acentuado do desenvolvimento da indústria brasileira. Nas duas primeiras décadas do século XX, começaram a formar-se os movimentos de trabalhadores organizados, sobretudo em São Paulo e no Rio de janeiro.

Em 1917, a cidade de São Paulo protagonizou uma das maiores greves gerais já registradas. A força que o movimento dos trabalhadores adquiriu era tamanha que, em 1925, o então presidente Arthur Bernardes acatou a sugestão de reservar o dia 1º de maio como Dia do Trabalho no Brasil. Dessa forma, desde esse ano o 1º de maio passou a ser feriado nacional.