Polí­tica

Foto: Divulgação Além da estrutura precária do prédio, o vereador também citou outros problemas Além da estrutura precária do prédio, o vereador também citou outros problemas

Na manhã desta terça-feira, 29, a Secretaria Municipal de Saúde de Palmas apresentou, durante Audiência Pública na Casa de Leis, a prestação de contas referente ao primeiro quadrimestre de 2018. Na ocasião, o vereador professor Júnior Geo (PROS) levantou alguns questionamentos sobre a estrutura fornecida aos servidores da Vigilância Sanitária (Visa) do município para a realização dos serviços necessários.

O vereador ressaltou que o serviço realizado pelos 40 fiscais em Palmas sofre algumas dificuldades, entre elas a estrutura física do prédio, que funciona atualmente na quadra 502 Sul. “O prédio da vigilância sanitária é um ambiente insalubre, ambiente que não tem as condições mínimas necessárias para o funcionamento das atividades que lhe compete” destacou.

Além da estrutura precária do prédio, o vereador também citou outros problemas. “Há apenas três veículos para que os servidores possam fazer o serviço externo, não há computadores que atendam a demanda. É uma Vigilância Sanitária que tem sede de trabalhar, de contribuir, mas tem dificuldade de promover a execução do serviço”, apontou Geo.

“Estou acompanhando constantemente a situação da Vigilância Sanitária e gostaria que fossem promovidas as mudanças necessárias para que os servidores possam desempenhar suas atividades e possam oferecer um serviço de qualidade à comunidade palmense. O trabalho da vigilância é de extrema importância, é preciso que os gestores se preocupem e tenham um olhar mais atencioso para este setor”, afirmou.

Em resposta ao vereador, o secretário de saúde, Whisllay Bastos Maciel afirmou que medidas já estão sendo tomadas para solucionar estes problemas de 30 a 40 dias. “Um novo local já esta sendo providenciado para os servidores. Novos computadores já foram adquiridos e serão distribuídos em breve. Em relação aos carros, estamos buscando a ampliação da frota para que supra essas demandas. A infraestrutura é fundamental para que o servidor desenvolva um bom trabalho e estamos dando atenção a isso”, ressaltou.