Estado

Foto: Divulgação Seciju Seciju leva ações do Seciju leva ações do "Projeto Prevenir" para o município de Guaraí

O dia 26 de junho foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional de Combate às Drogas. Nessa data, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Gerência de Ações Sobre Drogas, está em Guaraí realizando mais uma edição do “Projeto Prevenir”, dentro da programação da Semana Municipal de Políticas sobre Drogas do município. Temas relacionados às drogas estão sendo tratados de forma lúdica com base nos quatro eixos da Política Nacional Sobre Drogas, que são: prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social.

Durante todo o ano, a Gerência promove ações para o fortalecimento de políticas públicas sobre drogas em todo o estado, de assistência e tratamento ao dependente químico e também de prevenção. O gerente de Ações Sobre Drogas, José Américo Júnior, esclareceu que o uso de drogas é um problema social constante e deve ser enfrentado por todo o mundo. “De acordo com os dados do Relatório Mundial sobre Drogas da ONU, cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos faz uso de drogas ilícitas, e no Tocantins esse número não é diferente, temos trabalhado em ações permanentes, principalmente de tratamento e prevenção”, disse.

No eixo do tratamento, a Seciju conta com o Núcleo Acolher, projeto desenvolvido pela pasta que oferta atendimentos e orientações especializadas aos dependentes químicos e familiares, com uma equipe composta por psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros e psiquiatras. “Outra atividade do Acolher está relacionada ao encaminhamento e oferta de vagas para tratamento em comunidades terapêuticas conveniadas ao Estado, como a Fazenda da Esperança de Palmas, Porto Nacional e Lajeado e as comunidades Leão de Judá e Rhema, também na Capital”, explicou José Américo.

Para aumentar a oferta e assistência oferecida pelo Estado, também estão sendo credenciadas comunidades terapêuticas localizadas em munícipios periféricos. “Atualmente contamos com comunidades terapêuticas localizadas na região central. Com a descentralização, podemos atender mais pessoas nos munícipios de Gurupi, Araguaína e Dianópolis por exemplo.”, explicou Américo. O edital para credenciamento de novas comunidades terapêuticas está sendo finalizado para a abertura de mais 40 vagas sociais para tratamento de dependentes químicos.

Crack

Para o fortalecimento das políticas, a Gerência também pesquisa o perfil do dependente químico do Tocantins. Os últimos dados coletados apontaram que as drogas mais consumidas são o crack, seguido do o álcool e do tabaco. “No público masculino, é observado um acúmulo quanto ao uso das substâncias químicas. A maioria deles também consome maconha, cocaína e outras drogas”, expôs Américo. A pesquisa mostrou também que os homens negros e de baixa escolaridade ou até nenhuma escolaridade, são a população mais atingida pela dependência de drogas, inclusive as legalizadas. 

Prevenção

No eixo da prevenção e conscientização, a Gerência articula e executa projetos diversos, como o “Projeto Acredito” e o “Projeto Prevenir”, que está em Guaraí. Ambos visam elucidar crianças e adolescentes sobre a temática das drogas. Com apoio do Governo Federal, o “Projeto Prevenir” visita municípios do interior do Estado e utilizando a cultura e teatro aproxima os estudantes do diálogo sobre a temática do álcool e outras drogas. Também são ofertadas palestras, exibição de vídeos educativos e distribuição de materiais preventivos alusivos ao uso de drogas.