Polí­tica

Foto: Adenauer Cunha

Mauro Carlesse e Wanderlei Barbosa, ambos do PHS, tomam posse como governador e vice-governador do Tocantins logo mais, às 10h desta segunda-feira, 9, no plenário da Assembleia Legislativa. Primeiramente Carlesse e Wanderlei recebem os diplomas da Justiça Eleitoral na sede do Tribunal Regional Eleitoral, de onde seguirão direto para a cerimônia de posse.

Até o o momento nenhum deputado registrou presença na sessão e o plenário está vazio. Apenas funcionários da casa circulam pelo local nos últimos preparativos antes da posse.

A cerimônia desta segunda-feira efetiva Carlesse como governador do Estado em definitivo, já que, desde o mês de abril ele ocupa o cargo em caráter interino. A posse também marca o fim de uma série de sanções impostas pela justiça durante o período de governo interino, como operações de crédito e pagamentos não prioritários, nomeações de cargos em comissão e até exoneração de servidores contratados.

Carlesse, que era presidente da assembleia até sua saída para assumir o governo,  deixa a presidência para a deputada estadual Luana Ribeiro, que já vinha desempenhando tal função e também será empossada presidente da mesa diretora nesta segunda sem necessidade de Nova eleição pata presidente. Além da presidência Carlesse também abre espaço para que a sua suplente Solange Duailibe (PT) assuma sua vaga como deputada.

Já a vaga de Wanderlei Barbosa era uma dúvida até pouco tempo antes da posse, uma vez que o parlamentar, eleito vice-governador, havia declarado que não pretendia renunciar ao cargo na Assembleia. Entretanto o parlamentar decidiu renunciar e em seu lugar quem assume a vaga é Stálin Bucar (PR).

Solange e Stálin devem fazer parte da bancada de oposição ao governo de Carlesse na AL, liderada principalmente pelos parlamentares do MDB. O governador,  entretanto, conta com a maioria dos deputados a favor de seu governo, importante para aprovar projetos de seu interesse.

O mandato tampão vai até o mês de dezembro.