Polí­tica

Foto: Adenauer Cunha

O ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), voltou atrás e comunicou na tarde desta terça-feira, 7, que irá permanecer na disputa eleitoral ao Governo do Estado. O anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva à imprensa ao lado dos senadores Ataídes Oliveira (PSDB) e Vicentinho Alves (PR), candidatos à reeleição, e também o candidato a vice-governador, Osvaldo Stival, além de outras lideranças políticas.

Na parte da manhã o ex-prefeito se reuniu com membros da coligação que estavam se sentindo perdidos com sua desistência considerada irresponsável.

Antes de gravar entrevista Amastha disse aos jornalistas em pronunciamento que o anúncio de sua desistência foi precipitado. “Foi sentimento ferido”, disse o político revelando um Amastha ‘sentimental’ ainda desconhecido pela maioria.

Nesta última segunda-feira, 6, Carlos Amastha divulgou um vídeo comunicando sua saída do jogo eleitoral, a justificativa seria a saída do PCdoB e PTB de sua base aliada, mas ninguém no meio político acredita na justificativa. As duas legendas romperam com Amastha para apoiar o candidato a governador, Marlon Reis (REDE).

Entretanto, mesmo com o anúncio, o grupo político registrou a chapa majoritária como candidato ao governo. Já na manhã desta terça a coligação realizou uma reunião com Amastha para convencê-lo a ficar. Pressionado pelos aliados e ganhando holofotes que queria, Amastha decidiu manter a candidatura.