Estado

Foto: Edson Gilmar

A Agencia Tocantinense de Saneamento (ATS) não é mais responsável pela captação e distribuição de água, no município de Divinópolis do Tocantins. Por decisão unanime, o Poder Legislativo, revogou a concessão até então em vigor, desde 1999.

Na noite desta última segunda-feira, 27, em Sessão Extraordinária, os parlamentares votaram o fim do contrato com a estatal, após parecer favorável ao projeto. O vereador Cecilio Surubim (PT), criticou a falta de investimento da empresa estatal. “A empresa fala que é amigável, nós como representante do Poder Público, temos a obrigação de dar uma satisfação que seja favorável para o nosso povo. O que falta não é água, o que falta é investimento da empresa (ATS)”, afirmou.

Ficou decidido ainda que na próxima segunda-feira, a empresa Hidroforte assumirá por decreto e temporariamente a concessão da água, até fazer a licitação no intuito que se possa assumir definitivamente a captação, fornecimento e distribuição da água no município.

Ozias Teles (MDB), não poupou críticas à estatal. “Todos os anos nós fazíamos essas reivindicações e não éramos atendidos, falta de gestão das empresas que aqui passaram, a tubulação que vem do (manancial Caiapó) não foi trocada, onze anos com esses mesmo problemas”, desabafou.

O prefeito Padre Florisvane (PSD), que acompanhou a Sessão Extraordinária, opinou sobre a votação e considerou como “um dia muito produtivo para Divinópolis. A gente vai buscar uma empresa (Hidroforte), para poder assumir o abastecimento da água para a comunidade. Tínhamos falta de gestão da empresa que vinha tomando conta”, disse o chefe do Poder Executivo.

Por fim, o vereador Olandinho da Boa Fé (PDT), passou para comunidade, o sentimento de dever cumprido após a votação favorável da revogação da concessão, até então em vigor. “Estou satisfeito, fazendo aquilo que vem beneficiar o pessoal do nosso município”, disse.

Com o fim do contrato entre município e a ATS, pode ter chegado ao fim, uma das páginas mais problemáticas, em relação à prestação de serviços, por parte de empresas que atendem o município de Divinópolis e a comunidade aguarda a resolução definitiva do problema social que é a crise hídrica na maior cidade da região do Vale do Araguaia.