Esporte

A Conmebol anunciou o local para sediar a final da Copa Libertadores em 2019, buscando oferecer um campo neutro para as equipes que se enfrentarem pela Copa, a partir do próximo torneio. A capital do Chile, Santiago, foi escolhida pelos diretores da Confederação sul-Americana de Futebol para sediar a primeira final num único jogo disputada na história da competição, e em território neutro.

(Foto: Conmebol Libertadores via Facebook)

O maior torneio de clubes de futebol da América do Sul tem sido jogado continuamente desde 1960, e tem um formato de competição no qual a final é jogada em dois jogos, um em cada estádio das equipes participantes.

A edição de 2017 teve o Grêmio como campeão, que enfrentou o Lanús da Argentina em dois jogos, o primeiro em 22 de novembro na Arena do Grêmio, onde venceu por 1 a 0; e o segundo disputado no estádio Ciudad de Lanús, onde o placar foi de 1-2 a favor dos brasileiros, conquistando assim a Libertadores pela terceira vez, conforme relatado pelo site O Globo.

No caso da edição atual do torneio, esta será a última ocasião em que a final vai ser jogada nesse formato, e o Palmeiras e o Boca Juniors, estão entre os favoritos da casa de apostas Betfair, e no foco do site Notícias Futebol para disputar a final da Copa Libertadores nesta temporada. Isso devido a forte participação dos times na fase de grupos.

Esse favoritismo é principalmente devido aos resultados que ambas as equipes obtiveram em suas respectivas ligas, e as mudanças feitas dentro das equipes para alcançá-los. No caso do Palmeiras, a mudança mais notável foi o retorno de Luiz Felipe Scolari pela terceira vez à frente da equipe, que levou o Verdão a conquistar sua única Copa Libertadores em 1999, e agora busca repetir o feito. Para isso, o Palmeiras confia nos seus jovens jogadores formados na base da equipe.

No caso do Boca Juniors, os argentinos têm sido dos times que mais forte apostaram para conseguir a Copa Libertadores em 2018, pois foram reforçados com 5 jogadores para a competição, destacando a contratação de um goleiro extra para enfrentar a competição.

Porém, Palmeiras e Boca Juniors dividiram o mesmo grupo na primeira fase da atual Copa Libertadores, e o Verdão foi superior, permanecendo como líder do grupo, e com a maior diferença de pontos entre todos os outros participantes.

Para enfrentar a fase de playoffs do atual torneio, o Palmeiras confia no bom nível de jogo de Miguel Borja e que ele continue fazendo gols, como o duplo que marcou contra o Cerro Porteño, já que nesta competição o colombiano tem um aproveitamento de quase um gol a cada dois chutes, de acordo com a análise da ESPN.

Já os argentinos liderados por Guillermo Barros Schelotto estão focados em melhorar seu trabalho em conjunto, para conquistar sua sétima Copa Libertadores depois de 11 anos sem obter o título internacional.

As chances, segundo os especialistas, são de que a última edição da Copa Libertadores definida em dois jogos seja disputada em São Paulo e em Buenos Aires, antes que a competição sul-americana se adapte ao estilo da Liga dos Campeões da Europa.

Por: Redação

Tags: Conmebol, Copa Libertadores, Esporte