Economia

Foto: Divulgação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO), Roberto Magno Martins Pires, lança nesta quarta-feira, 05/09, o Estudo das Potencialidades das Principais Cadeias Produtivas do Tocantins realizado com o apoio do Governo do Estado. O lançamento acontece no Tuagê Eventos em Palmas, a partir de 19h30, voltado às instituições apoiadoras e empresários. Coordenado pela Fieto, o estudo foi elaborado com recursos financeiros do Fundo de Desenvolvimento Econômico (CDE).

Na cerimônia serão entregues os cinco primeiros cadernos que trazem os dados das cadeias de soja e milho, piscicultura, carne bovina, arroz e silvicultura ao representante do Governo do EstadoOutras três cadeias estão com o estudo em fase de consolidação: lácteos, suinocultura, avicultura. A cadeia de fruticultura será incluída.

O estudo traz diagnósticos das cadeias, análise de mercado, características gerais, custo de produção, forças e fraquezas, situação interna, entre outras. O objetivo principal é apontar medidas para ampliar tanto a produção como a organização de estratégias que desenvolvam a indústria da transformação.

Em sua elaboração, conduzida pela empresa Markestrat, foram realizadas etapas de diagnósticos interno e externo, análise de bancos de dados, relatórios e entrevistas com diversos agentes da cadeia, tais como produtores, associações e cooperativas e sindicatos. Segundo o professor, as cinco primeiras cadeias estudadas podem gerar, juntas, R$ 15 bilhões a mais nos próximos dez anos para o estado.