Polí­tica

A abertura do programa eleitoral do senador Ataídes Oliveira (PSDB), candidato à reeleição ao Senado pela coligação A Verdadeira Mudança nesta quarta-feira (05), trouxe como uma de suas principais bandeiras o combate à corrupção e à impunidade. “Ser honesto e ficha limpa é obrigação. Mas não basta ser ficha limpa e não combater a corrupção. O senador Ataídes compra a briga. Não rouba e não deixa roubar”, disse a narrativa do programa

No vídeo, o candidato ressalta que “a corrupção mata mais que qualquer guerra mundo afora”. É o que Ataídes vem repetindo com insistência, ao lembrar que a corrupção tira dinheiro de áreas estratégicas, como saúde e segurança.

CPIs

O programa lembra que Ataídes presidiu três Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) e que uma delas – a CPI da JBS – ajudou a colocar na cadeia os irmãos Batista, donos da Friboi.  A CPI do Carf investigou um esquema bilionário de corrupção e sonegação fiscal no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais. A terceira CPI apurou os juros abusivos cobrados pelas operadoras de cartões de crédito. Com nome limpo, sem qualquer envolvimento em casos de corrupção, Ataídes não precisou se preocupar em ser alvo constante da mídia, como acontece com quem toma a frente de comissões de inquérito.  Também foi o único senador tocantinense escolhido para presidir CPIs.

Outro destaque foram as propostas apresentadas pelo senador para combater a corrupção. Foi Ataídes que apresentou no Senado o projeto das Dez Medidas contra a Corrupção, sugeridas pelo Ministério Público Federal e assinadas por mais de dois milhões de brasileiros.

É também de autoria do senador a proposta de emenda constitucional que proíbe o apadrinhamento político para cargos públicos de natureza técnica. São essas indicações, ele costuma exemplificar, que abriram as portas para a corrupção na Petrobrás e outras estatais.

“A população já está se manifestando, percebeu que não dá mais para aceitar a corrupção e os privilégios políticos. Precisamos eleger bons políticos para acabar com os privilégios”, afirma o candidato ao final do programa eleitoral.

O vídeo frisa ainda que Ataídes é contra o foro privilegiado para autoridades. Em maio do ano passado, ele votou a favor do fim do foro especial. Aprovada no Senado, a proposta está pendente de votação na Câmara dos Deputados.

Por: Redação

Tags: Ataídes Oliveira, Eleições 2018, Senado, psdb