Polí­tica

Foto: Esequias Araújo Obras do Hospital Geral de Gurupi irá consolidar o sistema de saúde pública na região sul do Tocantins, segundo o governador Obras do Hospital Geral de Gurupi irá consolidar o sistema de saúde pública na região sul do Tocantins, segundo o governador

A gestão do governador Mauro Carlesse (PHS) trabalha para finalizar junto à Caixa Econômica Federal nos próximos dias a conclusão do pedido de reprogramação do projeto para conclusão do Hospital Geral de Gurupi (HGG), obra de grande importância para atender os moradores da região sul do Tocantins.

As obras tiveram início no ano de 2013, mas foram interrompidas pela gestão anterior do Estado em agosto de 2016. Ao assumir o Governo do Tocantins, Carlesse determinou o retorno das obras e começou a agilizar toda a parte burocrática que envolvia a liberação dos recursos junto à Caixa.

Nesta semana, o Governo apresentou ao banco o último documento solicitado para o avanço das obras. Os trabalhos para liberação da licença ambiental foram concluídos e entregues à Caixa, com isso o Governo espera que os recursos sejam liberados em breve. A primeira etapa já foi executada em 51,03%.

“As obras do Hospital Geral de Gurupi irá consolidar o sistema de saúde pública na região sul do Tocantins. É importante também que o hospital passará atender com mais abrangência a parte de alta complexidade que, em parte, já é atendida pelo Hospital Regional de Gurupi”, disse o governador.

Carlesse explicou também que o Governo já tem os recursos para início da segunda etapa, que serão na ordem de R$ 16 milhões. O processo licitatório deverá ser iniciado em breve e as obras devem começar logo após a finalização da 1ª etapa. O HGG será uma unidade de porte III de alta complexidade e atenderá toda a região Macro Sul do Tocantins.

Adequação e melhoria da estrutura física do HRG

Enquanto as obras do HGG não são concluídas, a gestão Carlesse está empenhada em entregar, até o final deste mês, as obras de adequação e melhorias do Hospital Regional de Gurupi (HRG). Elas incluem o Pronto Socorro e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além da implantação de dez novos leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI). 

Após as obras, a UTI também receberá dez novos leitos que devem ser implementados em até 90 dias. Com isso, o HRG contará com 20 leitos, um aumento de 100%.