Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Porto Nacional, procura para captura de Marilene Pereira da Silva, indiciada pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe e aborto provocado por terceiro. A vítima, Fernanda Rodrigues da Silva, grávida de quatro meses, estava andando com os três filhos e um sobrinho – todos com idade inferior a 9 anos –, quando foi atingida por golpes de arma branca pela indiciada no Setor Padre Luso, no dia 29 de julho passado, no município de Porto Nacional.

De acordo com as investigações, a vítima e duas amigas teriam tido um desentendimento com Marilene em 2016 e esta jurou vingança. Após este fato, Marilene já havia agredido de forma grave as outras duas moças, levando uma delas a um aborto provocado. 

Em julho deste ano, Fernanda saiu com as crianças para buscar mangas na casa de seu avô e no retorno foi covardemente golpeada. Fernanda estava grávida de quatro meses, sofreu aborto e foi à óbito três dias depois.

De acordo com o delegado Ricardo Real, responsável pelas investigações, qualquer informação sobre o paradeiro da indiciada poderá ser repassada por meio do telefone da DHPP Porto Nacional ou do Disque-Denúncia 197. A identidade do informante será preservada.