Economia

Foto: Tânia Rêgo

Muitas pessoas não dão importância aos pequenos valores e é o que se está observando em relação ao Fundo PIS/Pasep, que poderá ser resgatado até essa sexta-feira, 28 de setembro. São cerca de 4,5 milhões de cotistas que ainda não sacaram esse dinheiro por conta de problemas cadastrais faltando apenas um dia para o prazo se encerrar. E o importante é que esse valor não é pequeno para quem quer colocar a vida financeira em dia, já que cada cotista deve receber, em média, R$ 1.370.

O que se observa é que as pessoas reclamam da situação financeira, mas na maioria das vezes deixam passar oportunidades de ganhos extras, o que mostra que elas não valorizam os pequenos valores. Posso citar outros exemplos, como restituição de imposto de renda e programas de milhagens e pontuações, é incrível as formas de deixar de ganhar que as pessoas aceitam

Uma das principais causas para números tão relevantes é justamente a falta da informação e principalmente da ausência da educação financeira na vida das pessoas. É preciso se atentar à importância de utilizar todos os recursos que estão ao nosso alcance para assim poder atingir melhores condições de vida e consequentemente realizar os sonhos que se deseja. Portanto, para que os que mais necessitam não percam essa oportunidade mostro algumas informações importantes:

Quem pode sacar?

O saque das cotas do Fundo PIS/Pasep é voltado para cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988 e válido até 28 de setembro. É importante lembrar também que esse benefício não tem relação com o abono salarial anual do PIS/Pasep.

Para fazer o saque, trabalhadores de empresas privadas devem procurar uma agência da Caixa Econômica Federal. Já para os servidores públicos, esse saque deve ser feito em agências do Banco do Brasil. Lembrando que após o dia 28 de setembro as regras antigas voltam a valer, ou seja, os saques só poderão ser feitos por quem tiver 60 anos ou mais ou se pedir a aposentadoria, por exemplo.

Já os correntistas de bancos privados poderão receber o depósito direto na conta, desde que não haja problemas cadastrais. As datas variam de acordo com o cronograma estabelecido em cada banco, portanto não deixe de ir até a sua agência e verificar se você tem direito.

Resgate os seus sonhos

Mesmo que num primeiro momento esses valores pareçam pequenos para alguns, eles podem significar a realização de sonhos, sejam eles de curto (até um ano), médio (de um a dez anos) ou longo prazo (acima de dez anos).

Por isso ressalto a importância da educação financeira para que as pessoas passem a valorizar mais o próprio dinheiro e consigam alcançar seus objetivos. Para dar um exemplo prático: se uma pessoa economizar R$ 100,00 por mês, um valor totalmente possível de ser guardado, com uma inflação de 5% ao ano e rendimento mensal de 0,5%, que é a média praticada na poupança, em 10 anos terá economizado mais de R$ 20.000,00.

Sempre pode ser o momento para começar a se educar financeiramente, refletir sobre os valores perdidos e fazer o resgate, não só do dinheiro, mas também dos sonhos que você tanto almeja.

*Reinaldo Domingos está à frente do canal Dinheiro à Vista. É Doutor em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). 

Por: Reinaldo Domingos

Tags: PIS, Pasep, Reinaldo Domingos