Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Morgana Taíse

A urna eletrônica já faz parte do processo eleitoral brasileiro há mais de duas décadas, garantindo a realização de eleições seguras, transparentes e eficientes. Em Palmas, a primeira ação realizada nos 70 locais de votação, neste 28 de outubro, foi a emissão da zerésima, relatório que reforça a confiabilidade da urna eletrônica e atesta que cada urna usada no pleito tem zero voto.

Em uma das nove seções do Colégio Frederico Pedreira, localizada na região central de Palmas, a zerésima foi impressa imediatamente após o equipamento ser ligado, cerca de 7h15. Após a impressão, o presidente da seção e mesários assinaram o documento, conforme exige a legislação eleitoral.

Para o presidente da Mesa Receptora de Votos, Expedito Helder Cronemberger Freitas, a zerésima demostra segurança e confiabilidade já que traz toda a identificação da máquina, comprovando o registro correto dos candidatos, identificados por nome e número dos que concorrem ao pleito e que não há nenhum voto computado. “A zerésima traz a confiança que procuramos ter na lisura do processo eleitoral”, ratificou.

Início da Votação

A votação iniciou às 8h em ritmo tranquilo e sem filas. Na Capital, 185.748 eleitores estão aptos a votar até às 17h deste domingo. Assim como em mais 10 estados, neste segundo turno, os tocantinenses vão escolher apenas o candidato à Presidência da República. A expectativa é que a votação seja rápida e tranquila durante todo o dia.