Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Estado

Foto: Divulgação

O defensor público de 1ª Classe e titular da 22ª Defensoria Pública Criminal de Palmas, Fábio Monteiro dos Santos, foi eleito nesta sexta-feira, 9, defensor público-geral no Tocantins para o biênio 2019/2021. A eleição foi feita por meio de sistema de voto eletrônico e contou com a participação de 106 dos 112 membros da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO).  Do total de votantes, 101 escolheram Fábio Monteiro para estar à frente da Administração Superior da Instituição.  

“Durante a campanha, conversei com os membros a respeito do plano de gestão, ouvindo ponderações e sugestões”, disse Fábio Monteiro, que foi eleito com 101 votos, o que corresponde a 95,2% dos votantes. Dos 106 membros que participaram da eleição, apenas cinco votaram “branco”. Os seis membros ausentes na votação estavam isentos de votar por estarem de férias.

Para Fábio Monteiro, comandar a Defensoria Pública será uma honra: “Vem atrelada à imensa responsabilidade. É preciso união interna e foco no atendimento da população carente do Estado para continuarmos crescendo institucionalmente. Nosso foco será fazer a Defensoria cumprir sua missão em todo o Tocantins”, destacou.

O pleito

A eleição foi realizada nesta sexta-feira, 9, das 9 às 17 horas, por meio do sistema de voto eletrônico, nos termos da Resolução do Conselho Superior da Defensoria Pública (CSDP) nº 094/2013.

A apuração e a proclamação do resultado ocorreram imediatamente após a eleição. A vaga decorre do término iminente do mandato do atual defensor público-geral, Murilo da Costa Machado, que não se candidatou à reeleição. O pleito teve candidatura única.

Comissão eleitoral

Durante todo o dia, os membros titulares da Comissão Eleitoral se fizeram presente na Sala do CSDP para acompanhar o processo eleitoral. A comissão é presidida pela defensora pública Letícia Amorim e tem como membros titulares o defensor público Freddy Alejandro e a defensora pública Maria de Lourdes Vilela. As defensoras Andreia de Lima e Arassônia Maria Filgueiras são membros suplentes.

A equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação da Defensoria também esteve de plantão, ao longo de todo o dia, na sede da Defensoria Pública, em Palmas, para que tudo transcorresse dentro do planejado.

Uma ata com o resultado da eleição será encaminhada para o atual Defensor Público-Geral que, posteriormente, enviará ao Governador do Estado para que seja realizada a nomeação de Fábio Monteiro, cujo mandato terá início em 25 de janeiro de 2019.

Perfil

O defensor público de 1ª Classe Fábio Monteiro dos Santos é bacharel em Direito pela Universidade do Tocantins (Unitins). Especialista em Direito Civil, Processo Civil pela Universidade Estácio de Sá. Tomou posse como defensor público do Estado do Tocantins em 2007. Foi diretor do Núcleo Regional da Defensoria Pública de Araguaína e membro do Conselho Superior da Defensoria Pública por um biênio. Foi eleito presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Tocantins (Adpeto), para o biênio 2013/2015. Eleito pela segunda vez membro do Conselho Superior da Defensoria Pública 2015/2017. É defensor público titular da 22ª Defensoria Pública Criminal de Palmas, atualmente ocupa o cargo de Superintendente dos Defensores Públicos.