Economia

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Além dos serviços que estão sendo apresentados, Federação levou à Agrotins 2023 várias palestras como parte da programação de atividades a serem realizadas durante o evento. Cerca de 500 atendimentos já foram realizados pelas entidades do Sistema Fieto (Sesi, Senai e IEL) nos primeiros três dias da Agrotins, maior feira agrotecnológica da Região Norte do Brasil, que espera movimentar este ano cerca de R$ 2 bilhões em negócios até o próximo sábado, 20. 

Os visitantes que passam pelo estante da Fieto recebem informações sobre serviços nas áreas de saúde, educação, esporte, qualificação profissional, entre outras. Os estudantes estão aproveitando para se cadastrarem na expectativa de serem contemplados com cursos do Serviço Nacional Aprendizagem Industrial (SENAI) ou com um estágio supervisionado intermediado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

“Fiz meu cadastro no Senai porque tenho muita admiração pela entidade e pretendo, se possível, fazer um curso de qualificação profissional”, disse o jovem Flávio Rodrigues, que veio à feira em uma caravana composta por 40 pessoas do município de Nazaré e de outras cidades da região do Bico do Papagaio, extremo norte do Tocantins.

Já Nicole Bianca, de Palmas, está a procura de um estágio. “Deixei meus dados no IEL na esperança de ser selecionada, pois já quero começar a entender como funciona a área do Direito, que escolhi para me formar”, afirma a jovem.

A superintendente do Serviço Social da Indústria (SESI) no Tocantins, Roseli Sarmento, avalia como positiva a participação na Agrotins. “ Muitas pessoas estão visitando nosso estante e estamos conseguindo atingir nosso objetivo, que é divulgar o portfólio de serviços. Além disso, estamos também divulgando a Escola Sesi de Referência, que deverá ser inaugurada em 2025, e a robótica, carro chefe na educação do Sesi”, destaca a superintendente.

Palestras

Além dos serviços que estão sendo apresentados, a Fieto levou à Agriotins 2023 várias palestras como parte da programação de atividades a serem realizadas durante o evento. Na manhã desta quinta-feira, 18, o coordenador do Programa de Educação Tecnológica da Escola SESI de Araguaína, Ulisses Parreira, falou sobre o papel da robótica na transformação da educação e a importância na formação de mão de obra para a tecnologia.  “Mostramos que hoje as unidades da rede Sesi de ensino estão trabalhando com um tipo de tecnologia que pode, através de atividades muito simples, formar os profissionais do futuro, que terão condições de lidar e acompanhar o avanço da tecnologia”, explicou Parreira.

Já no período da tarde o consultor da Fieto, José Roberto Fernandes e o professor Waldecy Rodrigues, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), falaram sobre as perspectivas e tendências para o setor industrial do Tocantins.