Educação

Foto: Edu Fortes

Foto: Edu Fortes

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, acompanhou na manhã desta segunda-feira, 31, a capacitação dos profissionais da educação para o início do segundo semestre letivo de 2023. Na ocasião, a gestora lançou o Prêmio Profissionais da Educação, voltado para os servidores do ensino municipal e apresentou novas plataformas de aprendizado. “Vocês estão literalmente dando aula de como dar aula para todo o Brasil. A educação é uma importante ferramenta de transformação e eu tenho muito orgulho de vocês que fazem um trabalho tão qualificado. De nada adianta investimento em estrutura, material, se não investirmos nas pessoas”, lembrou a prefeita.

A regras do Prêmio Profissionais da Educação serão divulgadas em edital. Serão premiados os melhores resultados do SAEP 2023, divididos por categoria: Unidade Educacional, Profissionais da Educação, Técnicos Semed e educandos.

O evento, que acontece em uma casa de eventos, reúne mais de 400 servidores por turno. A secretária municipal da Educação, Fátima Sena, esteve presente na cerimônia e lembrou que a Prefeitura de Palmas possui um sistema próprio de avaliaçã, o SAEP - Sistema de Avaliação Educacional de Palmas. Otimista, ela disse que em breve a Capital será a primeira colocada nas séries finais e iniciais do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). “Venho da sala de aula e me emociona em falar e viver a educação. Sou muito feliz com o time que temos”, comemorou.

Profissionais da Educação

O Prêmio Profissionais da Educação visa reconhecer o trabalho de professores, técnicos e gestores escolares, bem como de alunos da rede municipal de ensino que se destacarem no Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (Saep). A premiação é dividida em categorias e contemplam as Unidades Escolares; Profissionais da Educação, Técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Educandos Avaliados.

Ideb 

Conforme os dados do Ideb, divulgados em 2022, Palmas obteve 2º lugar entre as capitais no que se refere ao rendimento obtido nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano), com média de 6,1, atingindo a meta prevista, ficando abaixo apenas de Teresina (PI). Nos anos finais (6º ao 9º ano), a Capital obteve 1º lugar, com média 5,6, superando a sua meta projetada, que era 5,5. (Secom Palmas)