Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

Foto: Mari Rios/Secom-TO

Foto: Mari Rios/Secom-TO

Estudantes tocantinenses chegaram nessa segunda-feira, 27, em São Paulo para representar o Estado na etapa nacional das Paralimpíadas Escolares, 2023. Ao todo são 76 integrantes, entre atletas e equipe técnica. 

As competições acontecem de 29 de novembro até o dia 1º de dezembro e os 47 atletas do Tocantins irão disputar medalhas nas modalidades de Atletismo, Natação, Tênis de Mesa, Badminton e Halterofilismo. 

Para chegar nas Paralimpíadas os atletas participaram da 9ª edição dos Jogos Paradesportivos Escolares do Tocantins (Parajets) promovidos pelo Governo do Estado. Os vencedores foram classificados para fase regional das Paralimpíadas, realizada em Brasília, no mês de setembro, e conquistaram 88 medalhas, quatro recordes e a terceira colocação geral no atletismo. 

Para a estudante, Maria Thais Alves da Cunha, da Escola Estadual Vale do Sol, de Palmas, a expectativa é trazer o ouro no Tênis de Mesa. “Ano passado ganhei um de bronze e uma de prata. Estou mais confiante este ano. Treinamos bastante e espero conseguir fazer o meu melhor”. 

A técnica de desporto da Secretaria de Estado da Educação e chefe da delegação do Tocantins, Luciana Monteiro, enfatiza que além dos benefícios para o desenvolvimento dos  atletas, o evento busca promover a inclusão. As paralimpíadas proporcionam aos atletas vivências e aprendizados que vão além das disputas. A interação com estudantes de todo o país, a troca de experiências, a possibilidade de conhecer atletas paralímpicos são momentos inspiradores para eles”.

Os paratletas tocantinenses são alunos de escolas estaduais, municipais e particulares dos municípios de Palmas, Dianópolis,  Conceição do Tocantins, Porto Nacional, Paraíso, Miracema,  Tocantins, Guaraí, Colinas, Campos Lindos, Araguaína, Araguanã e Tocantinópolis.

Esporte na Escola

Além dos Parajets, o paratletismo no Tocantins tem um importante incentivo: o Programa Esporte na Escola, desenvolvida na rede estadual de ensino por meio da Seduc. 

Com carga horária específica para o treinamento de estudantes e recursos para a aquisição de material esportivo, o programa fortalece o paradesporto. As escolas podem oferecer treinamento nas modalidades de atletismo, tênis de mesa, bocha, judô, natação e parabadminton. (Secom/TO)