Meio Ambiente

Foto: Divulgação/Meta Comunicação Grupo G10 e Buriti Empreendimentos farão a implantação da primeira unidade de preservação ambiental urbana da Capital Grupo G10 e Buriti Empreendimentos farão a implantação da primeira unidade de preservação ambiental urbana da Capital

O Grupo G10 Empreendimentos Imobiliários, que reúne entre seus membros sócios da Buriti Empreendimentos, está à frente da implantação da primeira Unidade de Conservação (UC) de Palmas, o Parque Natural Municipal Papagaio Galego, localizado na Arso 151 (Quadra 1503 Sul). Essa iniciativa representa um marco histórico fundamental para a proteção do meio ambiente na Capital.

A assessora jurídica da Buriti Empreendimentos, Mônica Araújo, explica que a concretização do projeto dependia apenas da assinatura do decreto da prefeita Cinthia Ribeiro, o que finalmente ocorreu, permitindo o início dos trâmites referentes à implantação do parque.

“O Grupo G10 e a Buriti Empreendimentos são responsáveis por toda a etapa de implantação do parque. Doamos um terreno de 94.212,80 m², avaliado em mais de R$ 32,2 milhões, para compensar os impactos ambientais da implantação do loteamento da Arso 151. Esse acordo foi firmado em 2012. Agora, com a publicação do decreto, iniciaremos o estudo e a elaboração do Plano de Manejo”, afirma Mônica Araújo.

Legado para as gerações futuras

Durante o anúncio da criação do parque na última sexta-feira, 7, a prefeita Cinthia Ribeiro declarou: “Esse parque é um presente. Poucas cidades do mundo têm o que estamos entregando hoje. Depois de 35 anos, Palmas finalmente conta com sua primeira unidade de conservação e estamos deixando um legado para as futuras gerações”.

Benefícios do Parque 

O futuro parque proporcionará diversos benefícios para a Capital, como a conservação da biodiversidade, a melhoria da qualidade do ar, a criação de espaços de lazer e a valorização imobiliária.

“Em todas as nossas ações, prezamos pela responsabilidade sustentável e ambiental. A área doada é significativa e viabilizará a criação da primeira unidade de preservação urbana da Capital, um marco que, certamente, inspirará outras iniciativas semelhantes”, afirma Pablo Teixeira, sócio-diretor do Grupo G10 e presidente da Associação das Empresas Loteadoras do Tocantins (AELO-TO).