Campo

Foto: Divulgação/Araticum

Foto: Divulgação/Araticum

Parceiras do agronegócio no oeste da Bahia e um dos importantes elos para o fechamento de bons negócios, as instituições financeiras têm garantido soluções de investimentos e negociação facilitada aos produtores rurais durante a Bahia Farm Show, que segue até sábado (14). Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco Original, Bradesco, Caixa Econômica Federal, DesenBahia, Santander, Sicoob e Sicredi estão presentes na feira de tecnologia agrícola com equipes especializadas para atendimento ao público com oferta de linhas de crédito, investimentos, comercialização e industrialização de produtos e serviços. 

A Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) participa da Bahia Farm Show desde a primeira edição da feira, e ao longo destes 18 anos de parceria, o financiamento de maquinário continua sendo o mais procurado, embora outras modalidades estejam ganhando espaço e surpreendendo pela procura. “A Bahia Farm Show é uma oportunidade de atender corpo a corpo os nossos clientes. No segundo dia de feira já batemos 160 milhões de propostas e esperamos que sejam convertidas em negócios”, afirma o gerente da agência, Leonardo Bocanera. 

O financiamento do setor agrícola por meio das cooperativas tem ganhado força e está presente na Bahia Farm Show, com mais de 70 colaboradores. A Sicredi trabalha para fechar o montante de R$ 500 milhões em crédito rural nesta edição. “Temos uma área exclusiva de produtos para o agronegócio, inclusive o plano estruturado de consórcio que é uma das estratégias bastante assertivas, tendo como vantagens a ausência de taxas de juros e possibilita a segurança e a agilidade nos negócios”, reforçou Giego Scholz, gerente da agência especializada em agronegócio de Luís Eduardo Magalhães.

Ao apresentar o seu portfólio de produtos e serviços, o Banco do Nordeste - também presente desde as primeiras edições da feira - informou que, para este ano, a expectativa é aplicar o montante de R$ 2,5 bilhões, apenas no cerrado baiano, valor correspondente ao aumento de 134%.  “Temos um bom tempo de casa, fomos o primeiro banco a acreditar no algodão do cerrado que hoje é uma realidade e financiou a Embrapa nas primeiras variedades de soja”, explicou o superintendente do agronegócio, Luiz Sérgio Machado, que apresentou produtos e serviços direcionados aos produtores como o Fundo de Investimento das Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e o Giro Flash Agro.

O presidente da Bahia Farm Show, Odacil Ranzi, reforça a parceria das instituições financeiras que são um importante elo entre os produtores rurais e os expositores que trazem as modernas tecnologias. “Por meio do volume de financiamento e do crédito com condições especiais, os bancos e agências de fomento são fundamentais para o sucesso da feira, e têm nos acompanhado ao longo destes 18 anos contribuindo para o desenvolvimento econômico regional”, afirma.

Considerada a maior feira de tecnologia agrícola e de negócios do Norte e Nordeste e uma das maiores do País, o evento é organizado pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), com o apoio da Abapa, Fundação Bahia e Assomiba. São patrocinadores oficiais da feira agrícola: Banco Original, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Desenbahia, Governo Federal, Governo da Bahia, Neoenergia Coelba, Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães, Santander, Sicredi, Sicoob, Senar/FAEB e WP Agro Empresarial.