Polí­cia

Os homens que são de Brasília/DF confessaram ter vindo à Palmas para realizar o crime.

Os homens que são de Brasília/DF confessaram ter vindo à Palmas para realizar o crime. Foto: Adriano Rezende/PM-TO

Foto: Adriano Rezende/PM-TO Os homens que são de Brasília/DF confessaram ter vindo à Palmas para realizar o crime. Os homens que são de Brasília/DF confessaram ter vindo à Palmas para realizar o crime.

A Polícia Militar prendeu em flagrante na madrugada de domingo, 7, dois homens, de 51 e 38 anos, durante tentativa de furto à uma joalheria no centro da capital Palmas. Ao perceber a presença das guarnições, os dois indivíduos se esconderam em um terreno baldio próximo, e um terceiro conseguiu fugir.

Equipes policiais do 1º BPM foram acionadas após a informação que o alarme de uma joalheira teria disparado, por volta de 02h da manhã. No local, os policiais militares se deparam com um buraco na parede da joalheria e um instrumento, provavelmente utilizado para perfuração. 

Os policiais militares obtiveram as imagens das câmeras de segurança do local. Nas imagens, aparecem três indivíduos, que teriam fugido do local assim que perceberam a presença policial. Equipes do 1º Batalhão, em conjunto com equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPCHOQUE), realizaram cerco e buscas em uma área verde, sendo localizados dois indivíduos, junto com aparelhos celulares, ferramentas, R$ 1.308,00 em espécie e um veículo VW T-Cross e outros objetos relacionados ao crime.

 Local de entrada dos infratores no estabelecimento comercial. (Foto: Ascom 1º BPM)

Ao proceder à identificação dos suspeitos, os policiais constataram que ambos são da cidade de Brasília, no Distrito Federal, e o homem, de 51 anos, possui antecedentes criminais pelos crimes de furto qualificado, tráfico internacional de armas de fogo, cometidos nos estados da Bahia, Ceará e São Paulo, respectivamente. Os suspeitos informaram aos policiais que teriam se deslocado de Brasília a Palmas para efetuar furto.

Diante dos fatos, foi acionada a perícia técnica para proceder com trabalhos periciais na loja e no veículo, e os indivíduos presos e os objetos foram apresentados na Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde ficaram à disposição da justiça. (PM/TO)