Esporte

Foto: Divulgação Essa parceria também aumenta as possibilidades de conquistas nacionais para o paradesporto tocantinense, tornando mais provável à participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 Essa parceria também aumenta as possibilidades de conquistas nacionais para o paradesporto tocantinense, tornando mais provável à participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020

Paratletas poderão utilizar o Complexo Esportivo Heróis do Araguaia, que fica no Câmpus da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Palmas. Uma parceria firmada entre a UFT e o Instituto Reviver (Centro de Atividades de Educação, Esporte e Cultura para Pessoas com Deficiência), viabilizou a utilização dos espaços, incluindo a Pista de Atletismo e os outros aparelhos esportivos presentes no local. O uso, conforme o acordado será permitido por três (3) vezes por semana, transporte inicialmente para quatro paratletas e espaço para armazenamento de equipamentos utilizados nos treinos.

O diretor de Assuntos Comunitários da Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex), Dimas Magalhães Neto, conta que é intenção da Universidade, ampliar o número de atividades esportivas realizadas no Câmpus, aproximando a instituição e a comunidade. O diretor acredita que “o esporte tem um poder, não só de integração, mas também de promover a qualidade de vida, o que reafirma a importância dessa parceria”, complementou.

Segundo a coordenadora do Instituto, Soraia Maria Tomaz, essa parceria também aumenta as possibilidades de conquistas nacionais para o paradesporto tocantinense, tornando mais provável à participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Um dos paratletas que irá utilizar o Complexo é Ilquias Lopes, campeão das Paralimpíadas Escolares e do Circuito Nacional Caixa. Ele comentou que a parceria é muito positiva para o paradesporto e que as modalidades estão crescendo muito. "Esperamos poder trazer muitos resultados positivos para o Tocantins", enfatizou.

Jogos Inclusivos

No dia 10 de março serão realizados os Jogos Inclusivos no Câmpus da UFT de Palmas. As atividades são promovidas pelo Instituto Reviver e serão iniciadas às 7h na pista de atletismo. Bocha paralímpica, tênis de mesa, basquetebol em cadeira de rodas, atletismo e takkyu volley serão as modalidades disputadas nos Jogos.

Instituto Reviver

O Projeto Reviver foi elaborado em 2014, atuou como Projeto oficial a partir de 2015, levando todos os benefícios para a APAE de Palmas e em 2017 se tornou Instituto, deixando a APAE. Atualmente para dar continuidade aos atendimentos nas áreas da Educação, Cultura e Esporte conta com a ajuda de voluntários e associados que contribuem com mensalidades, além de promover eventos para custear as despesas de competições paradesportivas que os beneficiários participam no decorrer do ano, a nível estadual e nacional.