Polí­cia

Foto: SSP/TO Os três homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Miracema, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário Os três homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Miracema, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário

A Polícia Civil do Tocantins por intermédio da 13ª Delegacia Regional de Miracema efetuou, na tarde desta quinta-feira, 1, a prisão de três suspeitos por tráfico de drogas e a apreensão de aproximadamente 2 kg de maconha, naquela cidade.

De acordo com o delegado regional Clecyws Antônio de Castro Alves, responsável pelo caso, a operação que resultou na prisão do trio e na apreensão das drogas, estava sendo realizada há aproximadamente 4 meses, quando os agentes da 13ª DRPC investigavam um indivíduo suspeito de efetuar a comercialização de entorpecentes, em Miracema.

“Durante as investigações, descobrimos que Arnaldo L. F., de 35 anos e Valdemiro A. F., de 38 anos tinham envolvimento com o tráfico de drogas e estavam movimentando uma quantidade significativa de entorpecente, na cidade. Desta maneira, representamos. Junto ao Poder Judiciário, pela busca e apreensão na residência de Arnaldo, a qual foi deferida”, ressaltou o delegado.

De posse da ordem judicial, os policiais civis foram até o local e, após adentrar no imóvel, flagraram o exato momento em que Arnaldo e Valdemiro estavam fracionando e embalando a maconha para a comercialização.

Diante das circunstâncias, os agentes realizaram buscas minuciosas nas dependências da casa, onde localizaram várias porções da mesma droga, que totalizaram aproximadamente 2 kg, bem como balança de precisão, certa quantia em dinheiro, três trabucos, objetos para embalar a droga, além de uma espingarda calibre 20.

Dando continuidade a ação, os policiais civis foram até a residência de Jackson A. A., vulgo “Nego Jack”, de 23 anos e efetuaram a prisão do mesmo, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva. O delegado Clecyws informou ainda que Jackson também faz parte da mesma associação criminosa de Arnaldo e Valdemiro.

Os três indivíduos foram conduzidos à Central de Flagrantes de Miracema, onde Arnaldo e Valdemiro foram autuados, em flagrante, por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Em seguida, os três homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Miracema, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.