Polí­cia

Foto: SSP/TO A equipe plantonista desconfiou das atitudes da mulher e resolveu pesquisar os dados fornecidos nos sistemas de informação A equipe plantonista desconfiou das atitudes da mulher e resolveu pesquisar os dados fornecidos nos sistemas de informação

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 5ª Delegacia Regional de Guaraí, prendeu, na tarde dessa última segunda-feira, 5, Lucilene da S. e S., 33 anos de idade. Ela é foragida da Justiça de Porangatu/GO pela prática do  crime de furto qualificado. A prisão ocorreu quando Lucilene procurou a Delegacia para noticiar que estava sendo vítima de uma suposta calúnia.

A equipe plantonista desconfiou das atitudes da mulher e resolveu pesquisar os dados fornecidos nos sistemas de informação. Após realizar os levantamentos necessários, os policiais civis localizaram um mandado de prisão contra Lucilene, expedido pela 1° Vara Criminal de Porangatu.

Inicialmente, a mulher tentou enganar a equipe, alegando que já havia cumprido aquela prisão, mas a farsa foi descoberta quando o Poder Judiciário goiano foi contatado e confirmou a ordem de prisão. Após os procedimentos legais cabíveis, Lucilene foi submetida a exame de corpo de delito e aguarda decisão de recambiamento a uma unidade prisional feminina de Porangatu.

Por: Redação

Tags: Poder Judiciário, Polícia, Polícia Civil