Polí­tica

Foto: Divulgação Dimas diz que opinião de Marcus Marcelo não reflete sua decisão Dimas diz que opinião de Marcus Marcelo não reflete sua decisão

O site Conexão Tocantins conversou na manhã desta quarta-feira, 7, com o prefeito de Araguaína e pré-candidato ao Governo do Estado, Ronaldo Dimas (PR), a respeito da declaração de um de seus principais aliados, o presidente da Câmara Municipal de Araguaína, Marcus Marcelo (PR,) que se posicionou recentemente contra a renúncia do prefeito, durante pronunciamento na tribuna, na sessão da última segunda-feira. O vereador disse, na oportunidade, reconhecendo em Dimas um dos melhores para ser governador, que, entretanto, não sentia firmeza no compromisso dos representantes de partidos com a pré-candidatura do aliado e que, por isto, não concordava que o prefeito fosse dado em “sacrifício”. 

Marcus Marcelo chegou a afirmar, sem citar sigla partidária,  que os partidos são evasivos e só se comprometem a conversar com Dimas após sua renúncia. Dada a relação de proximidade de Marcelo com Dimas a declaração foi interpretada por muitos como uma decisão do próprio Dimas de não renunciar ao cargo e abrir mão da candidatura ao Governo do Estado.

Ao Conexão Tocantins,  Dimas declarou que a afirmação de Marcus Marcelo é uma opinião pessoal que não reflete sua tomada de decisão sobre sua candidatura ao Governo do Estado. “Continuo trabalhando em minha pré-campanha. Em momento nenhum sinalizei nada em contrário. Agora é hora de finalização com os partidos políticos”, frisou Dimas.

O Conexão Tocantins também conversou com o presidente do legislativo araguainense que defendeu seu posicionamento. Marcus Marcelo diz não ter criticado nenhum político especificamente, mas sim os partidos políticos que, segundo ele, têm se esquivado de manifestar apoio conciso à candidatura de Ronaldo Dimas ao governo. “O que eu manifestei foi uma opinião pessoal minha, mas seja qual for a decisão do Ronaldo estarei junto com ele. Mas acredito que o apoio dos partidos deveria ser manifestado com antecedência para ele ter musculatura política pra se lançar em campanha e não aguardar a renúncia”, declarou.

Ronaldo Dimas deu a polêmica por encerrada ao dizer ao Conexão Tocantins que vai sim ser candidato ao Governo do Estado, mesmo diante das indefinições dos partidos políticos. O pré-candidato disse que tem conversado com muitos partidos e citou alguns, entre eles, Solidariedade, Democratas, PPS, PRB, PROS e PMN. “Sentei com tantos que nem lembro mais todos”, ironizou.

Ronaldo Dimas prevê para a próxima semana um posicionamento mais concreto sobre as alianças partidárias. “Eu acredito que na semana que vem a gente vai ter algum tipo de posicionamento. É muito importante fechar pelo menos 25% de tempo no horário eleitoral gratuito pra levar a mensagem à população. A impressão que me dá é de que na semana que vem deve haver algum posicionamento neste sentido", concluiu, insinuando ainda que pretende fechar acordos com grandes partidos que garantam tempo suficiente no horário eleitoral para alavancar sua campanha.