Educação

Foto: Divulgação Problemas elétricos causaram incêndio no ano passado, mas, na oportunidade, ninguém se feriu Problemas elétricos causaram incêndio no ano passado, mas, na oportunidade, ninguém se feriu

Os alunos do Colégio da Polícia Militar de Palmas foram mandados para casa nesta quarta-feira, 7, por falta de condições para que as aulas e demais atividades da unidade de ensino pudessem continuar ao longo do dia. O motivo foi uma pane na rede de energia do prédio que não tem suportado a carga elétrica dos equipamentos da escola.

Estudantes chegaram a ter mal-estar, em decorrência do calor e receberam os primeiros socorros da equipe do Corpo de Bombeiros sendo encaminhados para o Pronto Atendimento Norte. 

O professor Ederval Camargo Rocha, que também é diretor da regional Palmas do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet,) informou ao Conexão Tocantins que os docentes decidiram suspender as aulas por tempo indeterminado até que a Secretaria de Educação resolva a situação.

De acordo com o professor, o problema é na rede elétrica da escola que é antiga e nunca foi reformada. Nesta terça-feira, 6, um dos blocos da escola apresentou problema na rede, queimando computadores, aparelhos de ar condicionado e lâmpadas.

“Esperamos uma posição definitiva da Seduc. Já fomos ludibriados uma vez. Fizeram reparos pífios. Estamos com salas fechadas desde de setembro. Alunos estão tendo aulas em salas para 20 com 40 alunos. A biblioteca já foi deslocada 3 vezes. Hoje está em um cubículo de 2x2. Sem a mínima condição de trabalho”, denunciou o professor.

Incêndio

Em setembro do ano passado um incêndio no Colégio Militar assustou a comunidade escolar e provocou a suspensão das aulas por um período. Segundo os bombeiros, o fogo teria começado em um ar condicionado em uma sala onde estavam guardados instrumentos musicais. Os bombeiros conseguiram apagar o fogo em cerca de 20 minutos e ninguém se feriu.

Desde então, relata Ederval, os problemas na rede elétrica do prédio só têm piorado sem que se tome medidas para resolver a situação, colocando em risco a segurança dos alunos, professores e servidores da escola.

Reparos

Por meio de nota a Seduc informou que já acionou a escola passa por reforma e que já acionou a empresa responsável que deverá começar os reparos na rede elétrica ainda hoje. Ainda de acordo com a Seduc, a previsão é de que o conserto seja concluído em até dois dias e os alunos terão as aulas repostas.

Confira abaixo a nota da secretaria na íntegra.

Nota

Sobre a falta de energia elétrica em um dos blocos do Colégio da Polícia Militar de Palmas, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) informa que já acionou a empresa responsável pela reforma, que está sendo realizada na escola, e esclarece que os reparos na rede elétrica devem começar ainda hoje.

A previsão da Pasta é que a manutenção seja finalizada em até dois dias, quando as atividades escolares serão retomadas normalmente. Contudo, as aulas serão repostas e os estudantes não serão prejudicados.

Sobre os estudantes que tiveram um mal estar, em decorrência do calor, 10 receberam os primeiros socorros da equipe do Corpo de Bombeiros e foram encaminhados para o Pronto Atendimento Norte. Todos foram atendidos e passam bem.