Economia

Foto: Patrícia Saturno

Resultado da participação do Governo do Tocantins na Vakantiebeurs 2018, principal feira de turismo da Holanda, realizada em janeiro, o Estado se prepara para receber um grupo composto por dez operadores de turismo daquele País, que visitarão as principais regiões turísticas do Estado. O Famtour (viagem de familiarização), realizado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), tem apoio da Embaixada do Brasil na Holanda - por meio da qual foi possível viabilizar junto a empresa aérea KLM as passagens para a vinda dos operadores - e do trade turístico regional, que está sendo mobilizado para receber e conduzir o grupo pelos destinos tocantinenses, visando conhecer e estabelecer parcerias para iniciar a comercialização na Europa.

Os ajustes para esta visita e definições de como cada empresa vai colaborar para a recepção foram discutidas em reunião realizada na Seden na tarde desta quarta-feira, 7.  “Nós convidados a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, que divulgou entre seus associados, assim como a Associação de Bares e Restaurantes e os receptivos em dia com o Cadastur [Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo], porque a ideia do Estado não é simplesmente mostrar o atrativo turístico aos operadores holandeses, mas  apresentar realmente os produtos que estão à venda, a experiência que o turista terá ao optar pelo Tocantins como destino”, explicou o superintendente de Desenvolvimento Turístico da Seden, James Possapp. 

Para ele, a reunião foi positiva e as parcerias estabelecidas demonstram a evolução do setor turístico tocantinense. “Os empresários colocaram à disposição meios de hospedagens em Palmas, Jalapão e Cantão, da mesma forma que os restaurantes, e os diversos receptivos turísticos unidos irão conduzir este grupo de operadores estrangeiros, contando sempre com guias bilíngues. Um claro sinal do atual nível de profissionalismo do trade turístico do Tocantins. Estamos passando por um excelente momento na atividade de turismo no Estado e isso é visível pelo interesse dos empresários do setor em fazer parcerias deste tipo, no sentido de promover as nossas regiões turísticas e os nossos produtos”, considerou.

A ação teve avaliação positiva também por parte dos empresários de turismo presentes na reunião. Leonardo Azevedo, proprietário da CC Trekking, considerou que o Famtour proporciona intercambio entre empresas regionais e internacionais, e contribui para a melhoria da oferta turística do Estado. “Este tipo de ação do Governo é importante para mostrar os produtos turísticos organizados que temos no Tocantins e possibilita que a gente tenha conhecimento se estamos no caminho certo, ao ouvir pessoas que já efetuam esse tipo de trabalho em outros estados e países. Além de possibilitar que eles conheçam nossas belezas naturais, que é uma coisa ímpar, como a gente pode ver hoje no cenário nacional”, destacou.

Por sua vez, Alexandre Geipel, representante da Cerrado Dourado, frisou que a reunião foi também uma oportunidade de reunir diversas empresas do setor, o que pode favorecer outras ações em conjunto. “Primeiramente, eu achei muito interessante ver as empresas que tocam produtos no Jalapão e Cantão juntas numa mesa, que ainda é raro de se ver. Se criando essa mesa para guiar um grupo internacional é interessante por juntar os operadores para que a gente, além de guiá-los, nos aproximemos mais para pensar um produto um pouco mais ajustado às necessidades dos turistas de outros países, que podem ser diferentes do público que a gente atende hoje”, disse.

Vale destacar ainda que o propósito do Governo do Estado com esta iniciativa é, também, qualificar o fluxo de turistas, atraindo um público com alto poder aquisitivo, que permanece por longos períodos nos destinos e que buscam exatamente e tipo de turismo que o Tocantins oferece, que é o turismo de natureza, ecoturismo, aventura, contato com comunidades tradicionais, dentre outros.

Demais regiões

O Famtour foi formatado atendendo a demanda dos operadores holandeses e de comum acordo com os empresários locais. “Vamos abrir oportunidade durante essa programação para que empresas de outras regiões do Estado que tiverem interesse – receptivos, meios de hospedagem, bares, restaurantes - possam estar presentes e apresentar seus produtos, mesmo que não estejam contempladas no roteiro deste Famtour”, complementou o superintendente James Possapp. A Seden está trabalhando para atrair outras iniciativas que atendam às demais regiões turísticas do Tocantins, como Serras Gerais, Ilha do Bananal, Bico do Papagaio e Vale dos Grandes Rios.