Campo

Foto: Divulgação

Com propostas de demonstrar como é simples cultivar uma horta de plantas medicinais, bem como disseminar o Projeto de Plantas Medicinais e Fitoterápicas, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), numa parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Secretaria Especial da Agricultura Familiar (Sead), apresentará, na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2018), uma horta circular, com o cultivo e as informações sobre as plantas.

Também são parceiros, na ação, universidades do Estado e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins). A 18ª edição da Agrotins ocorre no período de 8 a 12 de maio, das 9 às 18 horas, no Centro Agrotecnológico de Palmas, saída para Porto Nacional.

De acordo com a diretora de Sociobiodiversidade e Tecnologias da Seagro, Marta Barbosa, é importante que o público conheça o projeto e demais políticas públicas direcionadas à agricultura familiar. “Algumas plantas medicinais como hortelã, sucupira, babosa e macaúba foram selecionadas para participar desse projeto. Também está em desenvolvimento uma pesquisa sobre suas cadeias de valor, tais como propriedades e indicações definidas de uso”, explicou. 

Projeto de plantas medicinais e fitoterápicas

O projeto teve início em 2016, com o 1° Seminário de Plantas Medicinais e Fitoterápicas, em Palmas, em seguida o Seminário Nacional, em Brasília (DF), onde foram apresentadas as cadeias de valor das plantas acima citadas, culminando com aprovação do estudo, em dezembro de 2017, e com a participação na Feira Internacional de Fitoterapia, na Alemanha, para troca de experiências.

A Vitrine da Agricultura Familiar contará com a participação de representantes das instituições parceiras, de mulheres extrativistas de diversas comunidades do Estado. Terá também exposição de máquinas e implementos agrícolas voltados para atividades desenvolvidas por agricultores familiares, palestras e de informações experiências.

Na programação, estão a exposição e a comercialização de produtos, exposição de máquinas e equipamentos de produção; maquete de microbacias; estandes de demonstração e apresentação das comunidades tradicionais - quebradeiras de coco, mulheres agroextrativistas, agricultoras familiares, capim dourado e de plantas medicinais; canteiros de Plantas Medicinais; exposição e comercialização de produtos agroextrativistas; exposição de Máquinas e Equipamentos da Produção Agroextrativistas.

Palestras

Dia 9 de maio

14 horas - Auditório Jaburu -  Agroecologia e Produção Orgânica;

15 horas - Lançamento da Cartilha de Agroecologia - Semana dos Alimentos Orgânicos da Comissão da Produção Orgânica.

Das 15 às 16 horas - Produção Orgânica e Sociobiodiversidade no Brasil;

Palestrante: Marcos Pavarino - coordenador Nacional da Secretaria Especial Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

Das 16 às 17 horas - Debate dos Núcleos de Estudo de Agroecologia das Universidades Federal do Tocantins, Ulbra/Palmas e Instituto Federal do Tocantins (IFTO); Projeto de Plantas Medicinais e fitoterápicos – Auditório Jaburu.

Dia 10 de maio

Das 10 às 12 horas - Plantas Medicinais e Fitoterápicos- Projeto Nacional e Experiências do Projeto de Plantas Medicinais no Horto de Itaipu e o Projeto Nacional;Palestrante: Marcos Pavarino - coordenador Nacional da Sead; Joseane Costa – Colaboradora da Fiocruz; Liziane kadini Antunes de Moraes Pires.

Das 15 às 16 horas: Cadeia Produtiva do Baru, Agroextrativismo e Agricultura Familiar. (Palestra/Debate) Auditório Beija-Flor;Palestrantes: Edson Cunha – diretor-presidente da Flora do Cerrado; Iris Gabriel – diretor-presidente da Natu Vegetal;Damião Vieira Lopes – diretor-presidente da CoopBrasil; Pedro Viana – diretor-presidente da Nativos do Cerrado; Mauricio de Queiroz – diretor-presidente da IGQ – Índio Gigante.

Dia 11 de maio

Das 10 às 11 horas no Auditório Bem-te-vi - Cadeia Produtiva do Baru, Agroextrativismo e Agricultura Familiar (Debate); Palestrante: Edson Cunha – diretor-presidente da Flora do Cerrado;ris Gabriel – diretor-presidente da Natu Vegetal;Damião Vieira Lopes – diretor-presidente da CoopBrasil;Pedro Viana – diretor-presidente da Nativos do Cerrado;Mauricio de Queiroz – diretor-presidente da IGQ – Índio Gigante.