Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação O vereador ressaltou que está ocorrendo na Câmara à tentativa de driblar a fiscalização e a atuação de alguns vereadores O vereador ressaltou que está ocorrendo na Câmara à tentativa de driblar a fiscalização e a atuação de alguns vereadores

Na manhã desta quinta-feira, 10, o vereador professor Júnior Geo (PROS), voltou a cobrar, durante sessão ordinária, a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Instituto de Previdência de Palmas (PreviPalmas). Na ocasião, o parlamentar destacou que acrescentou ao processo novas informações para que também possam ser apuradas. “Em função de questionamentos por parte desta Casa de Leis, fizemos o aditamento do processo, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal”, destacou.

O vereador ressaltou que está ocorrendo na Câmara à tentativa de driblar a fiscalização e a atuação de alguns vereadores.  “Há mais de um ano que a CPI está travada pelo presidente da Casa. Nós precisamos de políticos com interesses coletivos em um momento como esse. A impressão que eu tenho é que o presidente não pensa nos interesses e nos anseios da população, mas sim em interesses particulares”, afirmou.

Recentemente, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) também solicitou a criação de uma Comissão para analisar os processos de credenciamento e investimentos referentes aos fundos Fip Cais de Maua Investimentos e Tercon Fic Fim Multicrédito Privado. Conforme relatório do órgão, a Comissão realizou a auditoria e confirmou irregularidades em alguns investimentos realizados pelo PreviPalmas.

“Se nós tivermos milhares de servidores sem aposentadoria, em virtude das irregularidades do PreviPalmas, não são somente eles ou os familiares que perdem, consequentemente isso enfraquecerá o comércio e causará o desemprego, que já está elevado em função do aumento abusivo de impostos, tudo isso impede o crescimento econômico do município”, destacou o vereador.