Cultura

Foto: Divulgação

Uma jovem bailarina e o sonho de dançar entre dois mundos, no Tocantins e em uma conceituada Escola de Música nos Estados Unidos. Desse sonho, nasceu o espetáculo, “Maria Eduarda- Dançando Entre Dois Mundos”, que será apresentado no domingo 20, às 19h, no Theatro Fernanda Montenegro, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. O evento, que faz parte das festividades pelo aniversário de 29 Anos de Palmas, arrecadará fundos para que Maria Eduarda possa custear estadia para curso de balé nos EUA.

O espetáculo foi concebido como uma Mostra de Dança, que contará com solos da bailarina Maria Eduarda, neoclássico e livre, e apresentações de companhias de dança de Palmas e de Gurupi. “Cada companhia está trazendo uma apresentação, então teremos balé clássico, jazz, dança do ventre, ginástica rítmica, como se fosse a história da dança”, explica a mãe da Maria Eduarda, que também é uma das produtoras do evento, Gabriela Márcia da Luz.

Se apresentam no evento, o Stúdio Innovare, o Balé Popular do Tocantins, Evidence Balé, Casa de Cultura da Unirg, ComClasse Ballet e Boas Maneiras, Centro de Treinamento em Ginástica Rítmica do CTG, Escola Cicílya Custódio e Balé e o Corpo de Baile Municipal da FCP. A Direção Artística é de Jeferson Marques, do Balé Popular do Tocantins e a Direção Executiva é de Marquinhos Rocha, da Fundação Cultual de Palmas.

Maria Eduarda

 Aluna do projeto Balé Popular do Tocantins, do Colégio Militar em Palmas, a bailarina de 13 anos, Maria Eduarda, começou a fazer balé em Gurupi aos 04 anos de idade e sempre demonstrou talento e dedicação, tendo participado, na breve carreira, de diversas apresentações no País, e também de curso, em 2015, pela escola Bolshoi em Joinville. Já em 2017 foi selecionada para uma bolsa de estudos para curso na Academy of Ballet School, a melhor escola americana de dança clássica, em New York, nos Estados Unidos.

“Sempre tive muito treino e dedicação pela dança. Já fiz ponta, pas de deux, variação, alongamento, contemporâneo, teatro musical, maquiagem e história da dança. No Balé Popular do Tocantins fazia 03 horas de treino”, conta Maria Eduarda, que também tem bolsa do Stúdio Inovare onde faz teatro, jazz e treina solos. Agora a jovem bailarina espera realizar o sonho de se aperfeiçoar na Academy of Ballet School.

Arrecadação de fundos

Foi com o objetivo de custear a viagem e a estadia de Eduarda nos Estados Unidos, uma vez que a bolsa da Academy of Ballet School não inclui essas despesasque são de aproximadamente R$ 27.450,  que nasceu o espetáculo, Maria Eduarda - Dançando entre Dois Mundos. “Eu procurei FCP, solicitando patrocínios, e a Fundação me ofereceu essa possibilidade de organizar o evento para angariar fundos para a viagem, o que foi ótimo para nós”, conta a mãe da Bailarina, Gabriela Márcia, ao informar que toda a arrecadação do evento será para os custos da viagem.

Ingressos

 Os ingressos para o espetáculo estão à venda na Loja da Fundação Cultural de Palmas, no Shopping Capim Dourado, ao valor de R$ 20 inteira e R$ 10, a meia, e também poderão ser adquiridos no local do evento.