Polí­tica

Foto: Esequias Araújo

Em viagem ao norte do Estado, o governador interino Mauro Carlesse disse na tarde desta sexta-feira, 25, que segue apoiando a greve dos caminhoneiros e que já solicitou a anuência dos Poderes Legislativo e Judiciário, além dos órgãos de controle, Ministério Público Estadual e Federal e os Tribunais de Contas do Estado e da União, para que o Governo possa reduzir 12% da base de cálculo do ICMS dos combustíveis.

Em virtude de o Tocantins estar em período eleitoral, é vedado por Lei a fazer essa redução apenas por iniciativa do governador.

Mauro Carlesse disse que não irá atender a solicitação do Governo Federal, de utilizar a força policial do Estado para desbloquear as rodovias. “A Polícia do Tocantins existe para oferecer segurança para nossa população e preservar vidas. O Governo Federal precisa encontrar uma solução para a greve sem oferecer qualquer risco para a população e para os caminhoneiros”, disse o governador.