Polí­tica

Foto: Divulgação

A posse de Wanderlei Barbosa (PHS) como vice-governador do Tocantins está mantida. Foi o que decidiu o pleno do Tribunal Superior Eleitoral(TSE) ao negar na noite desta segunda-feira, 25, o agravo interno proposto pela Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) contra o registro de candidatura de Barbosa.

No recurso julgado ontem a PGE tentava reverter a decisão anterior do TSE que garantiu o registro da candidatura de Wanderlei Barbosa, com base no argumento de que o político não teria se filiado ao PHS no prazo determinado pela Constituição Federal.

Ao julgar o recurso, o TSE considerou que, por se tratar de uma eleição suplementar e, portanto, excepcional, não haveria como exigir o cumprimento dos prazos adotados em uma eleição regular.

Wanderlei Barbosa e Mauro Carlesse foram eleitos no último domingo, 24, para o mandato tampão até o fim do ano. Com a decisão da corte eleitoral, a diplomação de ambos está mantida para o dia 9 de julho na Assembleia Legislativa.