Economia

Foto: Divulgação/CDL Palmas

Em junho, o número de consumidores palmenses que se declararam endividados ou inadimplentes apresentou queda de 1,4% e 0,8%, respectivamente, em comparação com maio. Este é o segundo mês consecutivo que a parcela de endividados cai em Palmas, revelando um comportamento mais retraído por parte dos consumidores.

Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins, que registrou um total de 67,2% de endividados e 10,9% de inadimplentes em Palmas. A porcentagem de consumidores que não terão condições de quitar as dívidas atrasadas também recuou, de 0,2% (maio) para 0,1%.

Cerca de 500 famílias participam mensalmente da pesquisa, que aborda ainda informações sobre comprometimento da renda, tempo de pagamento das contas atrasadas e quantidade de meses comprometidos com dívidas. “Essas informações revelam o tipo de comportamento do consumidor frente ao orçamento mensal. O que percebemos na pesquisa de junho é que o palmense está cauteloso, evitando fazer novas contas, porém ainda possui boa parte da renda comprometida com parcelas longas”, explicou a assessora econômica da Fecomércio, Fabiane Cappellesso.

As principais dívidas citadas continuam sendo o cartão de crédito (73%), carnês e financiamento de carros (24,1%), e de imóvel (14,1%). A pesquisa é realizada mensalmente e está disponível na íntegra no link: https://bit.ly/2KUCrIC.