Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Cursos & Concursos

Foto: Divulgação Presidente da Assembleia Legislativa, Luana Ribeiro Presidente da Assembleia Legislativa, Luana Ribeiro

A presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputada estadual Luana Ribeiro (PSDB), afirmou nesta quinta-feira, 12, que o concurso da AL irá sair em breve. Em nota encaminhada por sua assessoria de imprensa a presidente disse que após ter assumido a presidência da casa em definitivo no último dia 9, deverá se reunir com a diretoria e equipe técnica da AL para dar andamento ao concurso. “Eu estava na presidência na interinidade, e, agora, assumindo, me reunirei com a diretoria e a equipe técnica da casa para saber em que ponto está o andamento do concurso para tomar as providências quanto à continuação dele o mais breve possível”, diz a nota.

O edital do concurso público para preenchimento de vagas na Assembleia Legislativa foi publicado em outubro de 2016, ainda sob a presidência do deputado estadual Osíres Damaso (PSC). Entretanto, um dia após a publicação, o certame foi suspenso pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) que identificou irregularidades no processo, entre elas a dispensa de licitação para contratar a empresa que realizaria o concurso, a Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio). Em apenas um dia em que as inscrições ficaram abertas, 272 pessoas se inscreveram no concurso que oferecia 66 vagas para início imediato e 54 para cadastro de reserva.

Posteriormente, no mês de novembro de 2016, todos os atos referentes ao concurso foram anulados em votação em dois turnos no plenário da casa.

Neste período a mesa diretora da casa mudou e, durante a gestão de Mauro Carlesse (PHS) como presidente, o concurso não entrou na pauta de discussões, permanecendo uma expectativa para milhares de candidatos que se preparam para o certame.

O texto do decreto legislativo que anulou os atos referentes ao concurso na época também recomendava que, em seis meses, fosse realizado estudo de impacto financeiro,  disponibilidade de vagas e proposta de um plano de carreiras na AL antes de serem retomados os trâmites do concurso. É este o trabalho que Luana Ribeiro deve iniciar agora à frente da AL.