Educação

Foto: Márcio Vieira O Tocantins conseguiu avançar em todas as etapas do ensino O Tocantins conseguiu avançar em todas as etapas do ensino

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta última segunda-feira, 3, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), com base em indicadores relativos ao ano de 2017. Os dados repassados durante entrevista coletiva do ministro da Educação, Rossieli Soares, em Brasília/DF, apontam que o Tocantins obteve um crescimento nas notas, em comparação com as do Ideb 2015, em todas as etapas da educação básica, dos anos iniciais do ensino fundamental, ao ensino médio. 

O ensino médio da rede estadual de educação, inclusive, ficou com média acima da nacional, com nota 3,7. No Brasil, a média final do Ideb para esta etapa do ensino ficou em 3,5. Além disso, com esta nota, o Tocantins ficou na segunda colocação quando comparados os resultados do ensino médio das redes estaduais, atrás somente do Estado de Rondônia, com nota 3,8.

Já nos anos finais do ensino fundamental, que envolvem do 6º ao 9º ano, a rede estadual do Tocantins ficou bem próximo à média nacional, com nota 4,4. O Brasil obteve nota final 4,5. Cenário semelhante ao visto nos cinco primeiros anos do ensino fundamental. O Tocantins ficou com média 5,8, pouco abaixo da nacional, com 6,0.

De acordo com a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, a união de esforços é um dos principais fatores que contribuem para o desenvolvimento da educação pública no Estado. “Devemos sempre estar articulados com as demais redes de ensino para que a educação chegue a todos os alunos, independente se eles estão matriculados em uma escola do Estado, do município, ou particular”, completou.

Evolução

Cabe ressaltar que entre os anos de 2015 e 2017, a rede estadual de ensino tocantinense obteve uma aumento bastante acentuado na média calculada do Ideb. Nos anos iniciais do ensino fundamental, o Tocantins registrou, em 2011, uma média de 4,9. Já em 2013, subiu para 5,1 e, em 2015, houve uma queda para 5,0. Já no ano de 2017, houve uma recuperação do ensino e a nota ficou em 5,8, meio ponto acima da meta estabelecida para esta modalidade de ensino, que era 5,3.

Já nos anos finais do ensino fundamental, entre os anos de 2009 e 2011, a nota ficou estagnada em 3,9. Em 2013 caiu para 3,7 e, em 2015 subiu pouco, para 3,8. Já na avaliação de 2017, houve um aumento considerável na nota que ficou em 4,4, um aumento de 0,6.

No ensino médio, a situação é a mesma do ensino fundamental. Entre 2009 e 2011, a nota subiu de 3,3 para 3,5. Em 2013, houve uma queda na nota que ficou em 3,2. No ano de 2015, um pequeno resultado positivo fez a nota subir para 3,3 e, em 2017, subiu novamente para 3,7, ficando acima da média nacional que é 3,5.

Segundo Adriana Aguiar, a evolução do Tocantins no Ideb se deve, principalmente, ao trabalho dos educadores tocantinenses, aliado a ações implementadas para o desenvolvimento da educação pública do Tocantins e ao empenho dos alunos da rede estadual, focados nos estudos e com metas definidas. “É preciso destacar o fortalecimento do nosso sistema de avaliação, que é feito em parceria com as redes municipais de ensino. Além disso, desenvolvemos um processo de formação continuada para os professores, com material de qualidade, possibilitando a eles estarem sempre atualizados e qualificados para levar o conhecimento aos nossos alunos”, completou.

Saeb

Na última sexta-feira, o MEC já havia divulgado os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O Saeb é realizado periodicamente para avaliar a qualidade da educação ofertada no país, oferecendo subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais baseadas em evidências. Cerca de 73 mil escolas de todo o País participaram do Saeb. Mais de 606 mil estudantes da região Norte foram avaliados.

Conforme os dados do Ministério da Educação, o Tocantins também apresentou uma evolução acima da média nacional nas notas do Sistema de Avaliação nacional.