Polí­cia

Foto: Divulgação/ PRF Operação Independência foi realizada entre quinta e domingo no Tocantins Operação Independência foi realizada entre quinta e domingo no Tocantins

Enquanto o feriadão da Independência foi violento na maior parte das estradas do País, no Tocantins o balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal demonstra que houve redução em todos no número de acidentes.

Houve diminuição também no número de ocorrências em 2018 se comparado ao mesmo período do ano passado no Tocantins. Enquanto em 2017 a PRF registrou 11 acidentes nos quatro dias da Operação Independência, em 2018 foram apenas 6.

Em decorrência disto, o número de feridos também diminuiu. Neste feriadão, 10 pessoas ficaram feridas nos acidentes registrados nas estradas, enquanto que em 2017 foram 12 vítimas. Dentre os acidentes registrados pela PRF nas rodovias tocantinenses, nenhuma pessoa morreu. Já no ano passado houve 2 vítimas fatais.

Autuações

Além dos registros, a PRF também realizou uma operação de fiscalização e prevenção às imprudências de trânsito. Neste período, as equipes fizeram 261 autuações, além de 464 flagrantes de excesso de velocidade. Entre os flagrantes, 27 condutores foram autuados por realizar manobra de ultrapassagem irregular.

O excesso de velocidade e as ultrapassagens irregulares são as infrações graves mais cometidas pelos condutores.Outras 6 pessoas flagradas dirigindo sob o efeito de álcool.

Criminalidade

Outro destaque foram as ocorrências criminais registradas nas rodovias federais do estado, pois, durante as abordagens aos veículos, a PRF também verifica indícios de motoristas e passageiros com atitudes suspeitas.

Durante o feriadão, 13 ocorrências criminais foram registradas, sendo que 11 pessoas foram detidas. Entre os crimes registrados estão embriaguez ao volante, tráfico de drogas, maus-tratos a animais, uso de documento falso, entre outros.

A Operação Independência teve início na última quinta-feira, 6, e terminou na noite deste domingo, 9. A operação foi estruturada com reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais. O policiamento foi direcionado para os locais e horários de maior incidência de acidentes e de flagrantes de condutas irregulares, com base nos levantamentos estatísticos elaborados pelo órgão.