Saúde

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Quarenta e quatro municípios do Tocantins vão prorrogar o prazo da campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo. Entre as cidades que não atingiram a meta preconizada pelo Ministério da Saúde - 95% - estão a capital, Palmas, e Gurupi no sul do estado. O novo prazo vai até o dia 25 de setembro.

Em Palmas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), 87,3% das crianças foram vacinadas contra a pólio e 86,6% contra o sarampo. Já em Gurupi os índices são de 89,65% e 88,67% respectivamente. As doses continuam disponíveis nas unidades de saúde das duas cidades e os pais ou responsáveis pelas crianças na faixa etária preconizada podem levá-las para tomar a vacina a qualquer momento.

Apesar de confirmar que será necessário prorrogar o prazo de vacinação em 44 cidades, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) ainda não divulgou a lista completa de quais são estes municípios.

A campanha oficial de vacinação contra a poliomielite e o sarampo terminou no dia 14 de setembro. Até esta data, de acordo com a SES, 92.537 crianças foram vacinadas contra a pólio e 91.955 contra o sarampo. Os números correspondem a uma cobertura vacinal de 93,43% e 92,83%, respectivamente.

Campanha nacional

De acordo com o Ministério da Saúde, em todo o país 21,4 milhões de doses foram aplicadas, beneficiando 10,7 milhões de crianças. De acordo com o ministério, 1.180 municípios não alcançaram a meta estabelecida pelo governo e cerca de 516 mil crianças ainda não tomaram as vacinas contra as duas doenças.

Ainda de acordo com a pasta, a orientação é que todas as crianças com mais de 1 ano e menos de 5 recebam as doses das vacinas, mesmo que a criança já tenha sido imunizada anteriormente.

A medida foi tomada após casos de surtos de sarampo no país, registrados no Amazonas e em Roraima. No Amazonas já houve 4 mortes causadas pela doença. Naquele estado há ainda 1.326 casos confirmados da doença e 7.738 em investigação. Em Roraima também foram registradas 4 mortes por causa da doença. O Estado tem 301 casos registrados e 74 sob investigação.

Segundo o Ministério da Saúde, o genótipo do vírus (D8) que circula, hoje, no território brasileiro é o mesmo detectado na Venezuela, que enfrenta um alastramento da doença desde o ano passado.

O sarampo e a poliomielite são doenças infectocontagiosas que podem resultar em complicações graves para as crianças, podendo levar até a morte. Entre as sequelas da poliomielite estão, por exemplo, paralisia de membros inferiores e de músculos da fala e de deglutição, osteoporose e atrofia muscular. Já o quadro de pacientes com sarampo, por sua vez, pode evoluir para doenças como pneumonia.

Por: Adenauer Cunha

Tags: Poliomielite, Sarampo, Vacinação, surto